2017 MTV Video Music Awards – bow down à MTV

Há já alguns anos que a noite dos VMAs é sagrada para mim ― uma noite de emoções, ícones, afirmações, diversão, disputas, surpresas, e muito mais. No que toca a esta premiação, nada está garantido. É a grande noite da cultura pop a nível mundial. Aqui segue a review!

A 34.ª edição dos MTV Video Music Awards arrancou na madrugada de 27 para 28 de agosto (horas de Portugal), em direto do emblemático The Forum, em Inglewood, Califórnia. Kendrick Lamar era o mais nomeado da noite com 8, seguido de Katy Perry, The Weeknd e Dj Khaled com 5. O show foi emitido à mesma hora do episódio final da 7.ª temporada de Game of Thrones, por isso, previu-se logo que este combate de titãs não seria fácil.

Em julho, aquando da revelação dos nomeados deste ano, a MTV anunciou a eliminação das categorias de género (Best Female Video e Best Male Video), tal como o havia feito nos Movie & TV Awards, substituindo-as pela nova categoria Artista do Ano. A estatueta entregue todos os anos por volta do fim do verão iria também mudar de nome, de “Moonman” para “Moon Person”, lutando uma vez mais pela igualdade de género e mostrando que a música, juntamente com as outras artes, continua a ser uma das mais fortes armas contra as injustiças do mundo (muito obrigado, MTV!!!!!!)

O “Pre Show” dos VMAs foi apresentado por Terrence J, Gaby Wilson, Charlamagne Tha God e Lil Yachty e contou com as atuações de Cardi B, com o seu hit “Bodak Yellow”, tendo sido a primeira rapper a atingir o top 10 da Billboard Hot 100 com uma música a solo desde 2014; The Bleachers com “Don´t Take the Money” e Khalid, de apenas 19 anos, que tem feito furor este ano e que atuou o seu single de platina “Location” e ainda “Young, Dumb & Broke”.

Cardi B – Bodak Yellow

The Bleachers – Don’t Take the Money

Khalid – Location/Young, Dumb & Broke

O “main show” abriu com a presença dos dois monstros a nível musical do ano: Kendrick Lamar e Ed Sheeran. Por um lado, Kendrick trouxe os seus hits DNA. e Humble., proporcionando uma atuação tipicamente sua (o que significa muito boa), bastante eletrificante, que envolveu jogos de luzes e fogo (sempre o fogo!), nomeadamente homens a arder e a escalarem uma plataforma completamente a arder (onde esteve a Rihanna para um arraso de Loyalty?) Por outro lado, Ed trouxe-nos Shape of You, na versão normal (confesso que estava à espera de Perfect, não era o novo single? Enfim, Shape of You foi uma das músicas do ano e o seu vídeo nomeado). De seguida, o vencedor do prémio Song of the Summer por XO Tour Llif3, Lil Uzi Vert, juntou-se a Ed Sheeran no palco para atuarem essa mesma música (aqui, sim, tornou-se muito interessante – eu acho Ed Sheeran muito bom mas entediante. São opiniões!)

Kendrick Lamar – DNA. e Humble.

Ed Sheeran & Lil Uzi Vert – Shape of You e XO Tour Llife3

Lil Uzi Vert vence o VMA de Song of the Summer

A apresentação do show esteve a cargo da camaleónica Katy Perry, que, apesar de não ter tido o sucesso do costume com Witness (seu 4.º álbum de estúdio lançado em junho), conseguiu assegurar o papel de Moonwoman, e acho que até fez um bom trabalho como apresentadora ao longo do espetáculo, desde voar pelo ar vestida de astronauta, imitar a personagem principal de Game of Thrones, enviar uma mensagem positiva para as vítimas do furacão Harvey, e até, tecer algumas indiretas políticas, tentando brincar com a situação atual do mundo e suavizá-la. E agora a parte importante: a cantora utilizou ao todo 8 figurinos diferentes (e arrasou, gente!)

Monólogo de abertura de Katy Perry

As Fifth Harmony foram das performances mais faladas da noite ao interpretarem Angel e Down com Gucci Mane. Muito se especulou sobre a vinda de um quinto membro para a banda após a saída de Camila Cabello, por isso as Fifth Harmony fizeram o favor de negar completamente esses rumores logo no início da atuação (ou será que foi um bocadinho de shade que mandaram à Camila?) E aquela espargata, Normani? Damn. A banda venceu o VMA de Best Pop Video com Down, acumulando já quatro Moon Person’s na sua carreira. O prémio foi-lhes dado por Paris Jackson, que fez questão de deixar uma mensagem contra a situação racista que se está a viver atualmente nos Estados Unidos, pedindo a todos para juntarem as suas vozes para fazerem a diferença – mais uma grande mensagem!

Paris Jackson apresenta Best Pop Video

Fifth Harmony – Angel e Down ft Gucci Mane

Taylor Swift foi a estrela da noite e nem precisou de aparecer. É o mundo dela e nós estamos apenas a viver nele. A cantora está de volta três anos após o seu lendário álbum 1989 e está pronta para arrasar com tudo e todos. O seu novo videoclipe para o 1º single de “Reputation”, seu sexto álbum de estúdio que sai dia 10 de novembro, “Look What You Made Me Do” estreou durante a cerimónia, tendo já batido inúmeros recordes de visualizações e estando a parar o mundo, sendo um vídeo cheio de mensagens e revolta. Estar no topo não é algo estranho a Taylor Swift, tendo já estado onde muitos cantores sonham chegar. Ela será a estrela mais falada nos próximos meses, com toda a certeza, e não me surpreende que assim o seja mais uma vez. Vem número 1. Vem “Reputation”. Vem tour mundial de estádios completamente esgotada!

Taylor Swift – Look What You Made Me Do

Shawn Mendes, recém-chegado de uma tour esgotada por todo o mundo e que passou por Portugal no passado mês de maio, rendeu os corações mais fracos com “There’s Nothing Holding Me Back”, sendo o Shawn que nos habituamos a ver, de guitarra ao ombro. Lorde atuou mas não cantou, apenas dançou. Na verdade, estava com gripe, o que o fez optar por esta decisão em vez de cancelar a atuação. Homemade Dynamite foi a sua escolha para estes VMAs (Lorde sendo Lorde e está tudo dito).

Shawn Mendes – There’s Nothing Holding Me Back

Lorde – Homemade Dynamite

A morte do vocalista dos Linkin Park, Chester Bennington, e de Chris Cornell este verão não passou despercebida e foi alvo de um tributo por parte da MTV, apresentado por Jared Leto, que já havia trabalhado com ambos. O vocalista dos Thirty Seconds to Mars tocou no tema do suicídio e passou uma mensagem de união (mais uma mensagem). O tributo tem causado alguma polémica devido à sua curta duração.

Tributo a Chester Bennington e Chris Cornell

Miley Cyrus prometeu ser boazinha este ano, tendo subido ao palco com o seu novo single, Younger Now, também título do novo álbum que sai a 29 de setembro, numa vibe rock and roll, um grande tributo a Elvis Presley (não, Miley. Malibu foi fofa, mas nós queremos os VMAs 2013 de novo! Queremos que arrases a música pop, levantes o dedo do meio e faças frente aos críticos). Demi Lovato atuou o seu novo single Sorry Not Sorry numa performance pré-gravada em Las Vegas, mais precisamente no Palms Casino Resort, toda inspirada no verão. O seu sexto álbum de estúdio, intitulado Tell Me You Love Me sai também no dia 29 de setembro (quem não gosta de uma pequena disputa entre divas? Desde os tempos em que eram apenas atrizes no Disney Channel que as cantoras são comparadas, por isso, que venha mais uma). Verdade seja dita, ambas nos deram grandes vocals nesta noite!

Miley Cyrus – Younger Now

Demi Lovato – Sorry Not Sorry

KYLE e Julia Michaels, recentes no mundo da música, atuaram no palco dos VMAs, tendo as suas performances sido cortadas para o programa ir para intervalo. Sim, ainda não são assim tão relevantes para a MTV lhes dar 4 minutos do seu precioso tempo. O lado positivo é que estão a começar a deixar a sua marca no mundo da música e, pronto, podem dizer que já atuaram nos VMAs. As performances completas, que não foram emitidas na televisão, estão, no entanto, disponíveis no site da MTV e no Youtube.

Julia Michaels – Issues

KYLE – iSpy

Os DNCE atuaram a sua nova versão de Do Ya Think I’m Sexy com o próprio Rod Stewart numa festa num rooftop em Las Vegas e os Thirty Seconds to Mars apresentaram o seu novo single Walk on Water com um convidado especial: Travis Scott, que subiu ao palco com a banda rock para atuarem também o single do rapper Butterfly Effect. Toda a performance foi feita numa tecnologia que envolvia sensores térmicos que deram um efeito completamente diferente ao show. A performance final ficou a cargo da apresentadora da noite, Katy Perry, que trouxe a sua convidada especial, Nicki Minaj, para interpretarem o último single de Katy, Swish Swish.

DNCE ft. Rod Stewart – Do Ya Think I’m Sexy

Thirty Seconds to Mars ft. Travis Scott – Walk on Water/Butterfly Effect

Katy Perry ft Nicki Minaj – Swish Swish

Kanye West recebeu o Moon Person de Best Choreography por Fade, vídeo estreado pelo próprio na edição do ano passado dos VMAs, tendo sido a dançarina do vídeo Teyana Taylor a aceitar o prémio ainda durante o Pré-Show. Taylor Swift e ZAYN arrecadaram o seu sétimo e primeiro VMA, respectivamente. Estamos a falar do prémio de Best Collaboration com I Don’t Wanna Live Forever, single principal do soundtrack do filme Fifty Shades Darker, que atingiu o número dois nos Estados Unidos.

O Best Dance Video foi para Stay, o single de Zedd com Alessia Cara, sendo já dupla platina nos Estados Unidos e tendo atingido o top 10 na Billboard Hot 100. Alessia cantou o seu hino, “Scars to Your Beautiful”, nomeado para três Moon Person’s, numa atuação que passou uma mensagem muito comovente sobre celebrar quem somos (mais uma!)

Alessia Cara – Scars to Your Beautiful

P!nk arrecadou o maior prémio entregue pela MTV, o Video Vanguard Award, que celebrou a sua carreira de 17 anos, inúmeros números uns, atuações icónicas e uma videografia excecional. A artista interpretou alguns dos seus maiores hits, desde Get The Party Started a Just Give Me a Reason, passando ainda por Raise Your Glasses, So What,  Blow Me (One Last Time), Fuckin’ Perfect e o novo single com uma mensagem muito forte, What About Us . O prémio foi-lhe apresentado por Ellen Degeneres, envolvendo o seu humor com palavras de tributo a P!nk, cujo discurso foi tocante, tendo envolvido a filha Willow e passado a mensagem de que nunca devemos mudar quem somos, mas sim apoiar todos os diferentes tipos de beleza existentes.

P!nk – Video Vanguard Award – Performance

P!nk – Video Vanguard Award – Discurso

Kesha subiu ao palco dos VMAs para apresentar a atuação de Logic, com uma mensagem de que ninguém está sozinho e que podemos ser vulneráveis, pois há alguém que nos vai ajudar a ultrapassar o que quer que estejamos a experienciar. Logic viu o seu terceiro álbum, Everybody, estrear em número 1 na Billboard 200, sendo uma obra de arte que toca em temas como o suicídio, a igualdade, o racismo, a discriminação, o sexismo, a violência doméstica e o abuso sexual.

A ele juntaram-se Alessia Cara e a Khalid para atuarem “1-800-273-8255” (número da linha norte-americana de prevenção contra o suicídio), tendo presente no palco dezenas de sobreviventes de suicídio. Um tema tão importante e ainda considerado tabu hoje em dia foi falado em horário nobre para milhões de pessoas. Foi a atuação da noite. Isto sim são os VMAs, uma plataforma de luta contra as injustiças sociais, as minorias e o sistema implantado. OBRIGADO, Logic e MTV, por terem feito a diferença.

Kesha apresenta Logic

Logic, Alessia Cara e Khalid – 1-800-273-8255

Ed Sheeran levou para casa o VMA de Artist of the Year e Kendrick Lamar arrecadou seis estatuetas, sendo uma delas o Video of the Year por Humble., juntamente com várias categorias técnicas. O Best New Artist foi para Khalid. O VMA para Best Fight Against the System foi para os cinco nomeados, tendo a MTV feito questão de homenagear os seus contributos para tentar mudar o mundo, sendo os vencedores Alessia Cara, Logic, The Hamilton Mixtape, Big Sean, Taboo ft. Shailene Woodley e John Legend. Este prémio foi apresentado pela mãe de Heather Heyer, que faleceu na semana anterior lutando contra o racismo.

Best Fight Against the System

Video of the Year – Kendrick Lamar (Humble.)

Faltou o prémio para Despacito, sim! Quer queiramos, quer não, é a música do ano. E, sim. Este ano o Video Vanguard Award era da Lady Gaga, mas pronto… Somos todos Bebe Rexha!!! Obrigado por fazerem a diferença e se focarem em temas que realmente precisam de ser falados. Foram os melhores MTV Video Music Awards de sempre! Até para o ano.

Categoria: Música
Tags , , , .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *