Agenda Cultural – Novembro

A capital continua a ter muito que oferecer em termos de artes visuais: desde pintura a escultura, desde a dança ao teatro.

Comecemos por falar sobre o que uma das artes mais antigas tem para nos oferecer neste mês de São Martinho: o teatro. Temos algumas peças em destaque: Clássicos em Cena é uma delas ― uma peça que visa a leitura interpretativa de textos clássicos da literatura portuguesa, como o Auto da Natural Invenção, de António Ribeiro Chiado e o Auto dos Sátiros, de autor anónimo. Clássicos em Cena estará disponível na livraria Sá da Costa, de 25 de novembro a 2 de dezembro. Outra das peças a ter em conta será Crise no Parque Eduardo VII ― “Uma comédia às costas da tragédia que é também uma tragédia vestida de comédia”, que salta do Central Park, Nova Iorque, para o tão lisboeta Parque Eduardo II. Dirigida e adaptada por João Mota, esta peça encerra a celebração dos 45 anos d’A Comuna e estará em cena até 17 de dezembro, tendo a sua exibição sido iniciada em outubro.

No que toca à pintura, destaca-se a exposição do famoso pintor surrealista Joan Miró. “A mostra reúne 85 obras que compreendem um período de seis décadas da carreira do artista catalão, de 1924 a 1981. As peças, que vão desde pinturas a desenhos e esculturas, passando por tapeçarias e trabalhos que cruzam várias vertentes artísticas, debruçam-se particularmente sobre a transformação das linguagens pictóricas que Miró começou a desenvolver nos anos 20 do século passado”, revela a agenda cultural de Lisboa. A exposição tomará lugar no Palácio Nacional da Ajuda até oito de janeiro e o custo de entrada é de 10 euros apenas para a visita para a exposição, e de 13, caso o visitante queira também ver o restante palácio.

No museu Coleção Berardo, estão expostas desde 26 de outubro e até 11 de fevereiro do ano de 2018, pinturas e esculturas de coleção da Fundação Edson Queiroz, que reúne peças do modernismo brasileiro compreendido entre os anos 20 e os anos 60 do século XX.

Completamos a agenda cultural com algo um pouco fora do comum. A exposição Livro como Objeto de Arte – A Letra surge no centro cultural Romeno como apoio à literatura como arte plástica, tendo em destaque as figuras pictóricas próprias dos sistemas de escrita mais antigos. Esta inovadora exposição pode ser visitada até 17 de novembro.

Posted in Artes Visuais e Performativas and tagged , , , , , , , .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *