• Literatura

    Este não é um livro de crónicas

    “Este não é um livro qualquer de crónicas. Se fosse, não recomendava que o lessem. Mas devem ler… e várias vezes.” Francisco Salgueiro começa assim o seu livro Portugal Kitsch. O autor é sócio da primeira empresa portuguesa de assessoria mediática e digital de celebridades, Naughty Boys. Fotógrafo premiado internacionalmente e autor de doze livros publicados pela LeYa/Oficina do Livro,…

  • Literatura,  Secções

    Quem tem unhas é que escreve

    Desenhador de palavras sobre Alves Redol Longas jornas de trabalho debaixo do sol quente, trabalhadores agrícolas famintos, desorganizados e explorados. Uma luta entre mentalidades desiguais. Pobreza material mas também de espírito. Estas são as linhas principais do romance “Gaibéus”, de Alves Redol. O escritor neo-realista dotado de um espírito jornalístico chegou mesmo a viver junto de quem trabalhava nos arrozais…

  • Literatura,  Secções

    Como (re)viver depois de uma morte

    “Quando Aqui Estavas” é um livro que fala sobre o luto, sobre como fazê-lo, sobre compreender as razões que levam alguém a fazê-lo, e quais poderão ser as razões para ficar. Neste livro, conhecemos Danny, um rapaz de 18 anos que perdeu há pouco tempo a sua mãe e que se vê sozinho com esta nova realidade da sua vida……

  • Literatura,  Secções

    Os livros que marcaram os meus 20 anos

    Nestas duas décadas que já tive o privilégio de viver (maneira de fazer parecer 20 anos muito tempo de vida) muitos foram os livros e as obras que me inspiraram, influenciaram e mudaram a minha perspetiva do mundo. Ou não: há também aqueles que simplesmente me proporcionaram bons momentos de diversão, descontração e – aquilo que para mim deve ser…

  • Literatura,  Secções

    Desejos e um assassinato

    Muitas raparigas têm medo de ter duas personalidades, mas Marta pensa nisso a cada segundo.
 “Penso que o meu coração se quebrou. Este é o anel que me tiraram e agora estou feliz. Por Deus eu acordei de um sonho que não sei qual era. E sinto que a minha mente foi remexida. Deixo, agora, que o morto perseguido seja…

  • Literatura,  Secções

    Chamem o CPR. A escrita parou de respirar.

    Já tentaste mesmo tudo? “Sim”. Colocaste as palavras deitadas de costas sobre uma superfície dura? “Sim”. Sobrepuseste as mãos na metade inferior do externo do abecedário? “Sim”. Esticaste bem os braços e pressionaste as letras? “Sim”. De certeza que comprimiste as metáforas contra os paradoxos? “Sim”. Comprimiste e descomprimiste? “Sim”. Concluíste cinco ciclos de 30 compressões seguidas de duas respirações?…

  • Literatura,  Secções

    Liberdade – a de ontem e a de amanhã

    Celebrar o 25 de abril é festejar a conquista de um dos maiores direitos alcançados: a liberdade. Na literatura, foram muitos os escritores que, desde a poesia à prosa, foram invocando a mulher do mundo. Mais do que celebrar a liberdade, é importante recordar momentos que a mataram. Hoje, recordo o livro “O rapaz do pijama às riscas”, de John…