Pyrotechnic Show

Todos os anos, assistimos a um lamentável espetáculo de pirotecnia em Portugal, seja por fogo posto, seja por causas naturais. Se analisarmos as estatísticas, o ano com maior número de incêndios e maior perda económica foi 2005 (quase 36 mil ocorrências e uma fatura de 757 milhões de euros). O ano com mais área ardida…

Os abutres suicidas

Há que admirar a capacidade da direita portuguesa de transformar desgraça em arma política. Refiro-me evidentemente ao recente incêndio monstruoso em Pedrógão. Sobre esse assunto nada mais deixo do que os meus sinceros pêsames e o meu apoio incondicional à população afetada por aquilo que foi um autêntico inferno na Terra. Sofreram mais do que…

Música “a sério”

Durante um dos meus frequentes momentos de procrastinação, que já são crónicos, fui vagabundeando pelo Youtube, vendo vídeos de todos os géneros. Passado 30 segundos já estou farto de um vídeo, por isso passo logo para outro. Faço isto, às vezes, durante uma hora para depois me aperceber de que estaria melhor a jogar, porque…

Saloiice

Viver já não é aquilo que deve ser. Não é um prazer ou uma tristeza. Não é um conjunto de experiências quotidianas, de alegrias e de privações, de sabores e de emoções. Não. Viver agora é seguir o lifestyle. Sair do trabalho e, em vez de mudar de roupa, trocar o outfit de casual friday…

Médicos – Onde estão eles?

Fala-se muito na crescente carência de profissionais na área da saúde. Nas salas de espera, nos atrasos no atendimento e no perpétuo atulho do Amadora-Sintra parece evidente que algo não está certo. As justificações? Alguns apontam o dedo a uma preguicite aguda das classes médicas e ao seu desinteresse em relação ao ofício. Quem é…

Palavra de GAMER: O maior artigo alguma vez vendido

A questão que abordarei neste artigo tem sido alvo de debate e escrutínio ao longo de várias décadas. Trata-se do product placement, uma técnica inconvencional utilizada pelas empresas para publicitar os seus produtos através de filmes, televisão ou outros meios. Apesar da sua constante utilização, esta estratégia tem gerado opiniões polarizadas, nomeadamente por parte do…

Assim dá gosto sofrer

É um privilégio sofrer tanto por tão pouco. Confesso-o: eu já sofri. Já chorei, berrei, amaldiçoei a minha sorte.  Já todos sofremos. É um ato involuntário e tão básico quanto a água que bebemos ou as horas que passamos a dormir. Agora há, efetivamente, níveis distintos de sofrimento, quase uma escala, que nos permite compreender…

O bom, o mau e o laico

Esta crónica é escrita ao abrigo do novo acordo ortográfico   Como ateu quase militante seria fácil para mim criar toda uma revolta imaginária em relação à tolerância de ponto concedida pelo governo aquando da vindoura visita do Papa. Também poderia com uma hipocrisia inocente fechar os olhos a este bombom dado pelo Estado Português…

A pedagogia dos anónimos

A guerra está declarada. O campo de batalha são as redes sociais. Um frente-a-frente: de um lado, os jornalistas; do outro, os anónimos por detrás de páginas de denúncia. Acusações e escrutínio são as armas de arremesso. Nos últimos tempos, temos assistido ao surgimento de páginas cuja missão passa por desconstruir e analisar as publicações…

No meu tempo

Este artigo é escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico Não fui à minha viagem de finalistas. Recusei-me a manchar a minha reputação de misantropo pseudo-straight edge. Mal de mim se alguma vez eu me iria associar com a mentecapta ricalhagem com quem partilhava a sala de aula. O meu esquerdismo extraiu um pouco desta…