Marega, o 4-3-3 não gosta de ti

No início da época, Marega era visto pela generalidade dos adeptos portistas como mais um jogador que seria vendido “ao desbarato”, ou emprestado a uma equipa de um qualquer campeonato periférico. Apesar da época positiva que ali protagonizou, tudo apontava para que a sua saída do clube fosse um dado adquirido. No entanto, contra todas as probabilidades, Marega acabou por ficar no plantel dos dragões, sendo a principal alternativa à dupla Aboubakar – Soares.

O primeiro jogo da época, contra o Estoril Praia, viria a mudar a condição de Marega no plantel. Rendendo o lesionado Soares, entrou, na partida, a todo o gás, marcando um golo poucos minutos depois—entrou aos 32’, marcou aos 35’—, e outro aos 62’.

A partir daí, o poderoso maliano arrancou para uma série de bons jogos na equipa portista—5 golos em 11 jogos—, cimentando o seu lugar e levando Sérgio Conceição a deixar o presumível titular, Tiquinho Soares, no banco.

Tudo corria bem a Moussa Marega, até que Sérgio Conceição se viu obrigado a alterar a estrutura da equipa para a sequência de jogos complicados que o FC Porto disputou— frente ao Mónaco, Sporting e RB Leipzig—, logo após a fraca exibição e consequente derrota contra o Besiktas.

A opção por um sistema de três médios— um 4-3-3 invertido—, bem como o facto de Jesus Corona estar em baixo de forma, levou a que Marega fosse “encostado” à ala direita. Ora, como se sabe, de todas as particularidades deste jogador, a sua qualidade técnica não é uma das que mais se destaca.

A jogar como avançado numa dupla, essa sua lacuna acaba por não ser muito relevante, uma vez que a sua velocidade, força, oportunismo e capacidade de pressão são suficientes para fazer estragos, como puderam experimentar as equipas que o defrontaram no campeonato. No entanto, num sistema como o 4-3-3, é pedido aos extremos que consigam criar desequilíbrios com bola no último terço do terreno, algo em que o maliano, devido à sua falta de técnica e criatividade, é limitado.

Num cenário em que o 4-3-3 se mantenha como opção frequente por parte de Sérgio Conceição, é provável que Marega vá, continuamente, perdendo influência no jogo da equipa, sendo até provável que o treinador portista procure outras soluções para a posição. Apesar de tudo, por enquanto, fica a ideia de que, mesmo que o seu rendimento tenha baixado um pouco, o internacional pelo Mali vai continuando a merecer a confiança do treinador, restando perceber se essa situação irá persistir.

Retirada do site Mais Futebol

Posted in Desporto and tagged , , , , .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *