Palácio Chiado: Já podes ser “royal” por um dia

Aberto desde o final de março, em plena rua do Alecrim, onde era o antigo IADE, o Palácio Chiado reabriu com um novo conceito gastronómico.

O antigo Palácio Barão de Quintela setecentista foi renovado pelo arquiteto Frederico Valsassina e agora é composto por sete restaurantes e um bar de cocktails, mas manteve a fachada e a arquitetura do interior.

À porta, é dado um cartão de consumo, tal como em várias discotecas atualmente, sendo que uma das regras da Direção Geral do Património é receberem 300 pessoas de cada vez. Logo na entrada, existe um espaço com várias mesas dedicado a refeições e, do lado direito, o bar de cocktails, onde a carta é criada pelo Ás de Copos. As mesas não são muitas, pelo que é aconselhável chegar cedo (por volta das 20h) para garantir lugar sentado. O sistema de bebidas funciona da mesma maneira que o Mercado de Algés, em que são servidas pelo bar à parte dos restaurantes.

Mais à frente, encontramos os primeiros restaurantes. O Local Chiado by Local Your Healthy Kitchen tem na sua ementa refeições saudáveis, como health bowl de camarão e creme de beterraba e batata doce. No Meat Bar by Atalho come-se carnes vindas dos quatro cantos do mundo, como caco na vazia maturada e philly steak sandwich. Na mesmo zona, há o Burgers & Feikes by U-try e a especialidade é Beicone, um hamburger de vaca que é servido em pão de batata doce, queijo edam, alface, tomate, cebola caramelizada, cogumelos salteados e bacon. Por fim, ainda no piso 0, o Páteo do Palácio by Páteo do Petisco serve vários petiscos tipicamente portugueses desde o caldo verde às moelas e dos peixinhos da horta às lascas de batata.

Subindo para o piso 1, é impossível deixar de reparar nos vitrais do Palácio que fazem alusões a histórias mitológicas. Já no piso de cima, encontramos a Espumantaria do Mar do Chef Vítor Hugo, sendo que o conceito aqui é “casar os cocktails e espumantes com peixe e marisco”; aqui pode-se provar por exemplo o Carabineiro em Massa Kataifi, que é servido com manteiga de açafrão e maionese de baunilha. A sala central do Palácio foi ocupada com o Delisbon by Charcutaria Lisboa, onde é sugerido acompanhar com vinho os pratos da casa como a Tábua Vitor Sobral composta por paio cachaço, painho, presunto, farinheira e chutney. Por fim, o Suchic, eleito o segundo melhor restaurante de sushi fora do Japão em 2014, dispõe à escolha uma ementa de sushi bar e outra com sabores asiáticos.

Para além da restauração, o Palácio Chiado organiza eventos, contando por exemplo com a presença no espaço do DJ Darksunn este mês. Antes de abandonar o espaço, vale a pena visitar a Sala Quintela, que pode ser também alugada para eventos privados.

Posted in Capital, Secções and tagged , , .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *