• Opinião

    O Tetris de Trump

    Este artigo é escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico O Rock ‘n’ Roll é a música do diabo, já diziam os antigos. Já o Dungeons and Dragons, apesar de parecer um jogo de tabuleiro para adolescentes virgens falhados (classe onde eu me incluía à época), é na realidade um ritual de invocação “Beelzebuziano” que leva à promiscuidade sexual e ao vampirismo (recomendo vivamente a visualização da obra prima cinematográfica Dark Dungeons para sentirem o “perigo” na 1ª pessoa) Voltamos ao velho/novo debate acerca da influência que os videojogos violentos têm no comportamento dos jovens. O amigo Donald reuniu-se com várias pessoas influentes no mundo do entretenimento videojogável, incluindo CEOs…

  • 7ª Arte

    Red Sparrow (2018)

    Até poderíamos esperar mais um filme repleto de espionagem como Atomic Blonde, mas a verdade é que Red Sparrow se distancia imenso deste filme que tanto furor causou em 2015. É certo que ambos nos apresentam duas protagonistas fortes, sedutoras e destemidas, mas Red Sparrow não conta, de todo, com a mesma dose de ação. Red Sparrow, de Francis Lawrence, apresenta-nos Dominika Egorova (interpretada por Jennifer Lawrence), uma prima-bailarina que, após uma grave lesão, se vê obrigada a pôr de parte uma carreira promissora. É aqui que entra o seu tio Vanya (interpretado por Matthias Schoenaerts), um membro importante do governo central com ligações ao Serviço de Inteligência Russo. Graças…

  • Opinião

    Polémica em “fora de jogo”

    Portugal é um país que, aos poucos, se tem vindo a vangloriar, e com todo o mérito, devido ao reconhecimento no que diz respeito ao turismo – 37 “óscares” do Turismo em 2017 -; ao desporto – Campeão Europeu de Futebol em 2016 e de Futsal em 2018 -; à música – Vencedor do Festival da Eurovisão em 2017 -; e a outros tantos passos vitoriosos que dão “alma” a este pequeno país, o qual voa sob os céus onde poucos se aventuram. Toda esta alegre azáfama se perde quando nos debruçamos sobre os inglórios comentários redigidos e até proferidos por parte dos altos dirigentes e diretores de comunicação dos…

  • 7ª Arte

    “The Breadwinner” – Uma guerra de emoções

    Num ano em que as regras para as nomeações de filmes animados para os Óscares foram alteradas, abrindo a votação para toda a academia, o que levou à entrada de filmes medianos como The Boss Baby e Ferdinand, “The Breadwinner” é o filme animado que se agradece por não ter sido arrastado para o lado com esta mudança de regra. “The Breadwinner” relata a história de uma menina afegã chamada Parvana, que, após ter o seu pai preso, decide fingir ser um rapaz de forma a poder sustentar a sua família. O filme, ao mesmo tempo que honra a história do Afeganistão e as suas raízes no Médio Oriente, lembrando-nos…

  • Opinião

    Os empadões de Hollywood

      Gostava muito de ser ator, ou de ter a oportunidade de participar num filme, independentemente da dimensão do papel. É claro que não me importava nada de ser ator principal, desde que o enredo e a personagem me interessassem. Escusado seja dizer que também gostava de ser famoso. Gostava de ser reconhecido por alguma coisa, algo que faça bem, e não me importava que fosse por ser ator. Seremos sempre famosos aos olhos dos nossos papás e mamãs, mas nem que seja para escapar à ternurenta tormenta que essa realidade aparenta representar na cabeça de muito adolescente e jovem adulto, ambicionamos um bocado mais do que isso. Eu não…