• Capital

    Um dia no LX Factory

    Em Alcântara, quase na beira do Rio, encontramos a LXFACTORY, um dos maiores pontos turísticos de Lisboa. Este espaço alternativo era, originalmente, uma área industrial. Construída em 1846 pela Companhia de Fiação e Tecidos Lisbonense, foi ocupada mais tarde, também, pela Companhia Industrial de Portugal e Colónias, pela tipografia Anuário Comercial de Portugal e pela Gráfica Mirandela, o que justifica o seu nome. Todavia, quando a zona industrial lisboeta se deslocou para a região mais ao norte da cidade, este local foi abandonado, permanecendo escondido por anos até que, em 2005, a Mainsite – uma empresa francesa do ramo imobiliário – resolveu comprar o terreno e revitalizar o lugar, ressignificando…

  • Made In ESCS

    Revista Sustentável com o cunho escsiano

    Inês Borges, originária de Lisboa, é uma ex-aluna da ESCS que tirou a sua Licenciatura em Publicidade e Marketing entre 2016 e 2019, tendo-se especializado na área da Publicidade. Apesar de não estar muito ligada à área da sustentabilidade, na empresa para a qual trabalhava acabou por integrar a equipa da Revista Sustentável, ficando encarregada do Marketing da mesma.  A Revista Sustentável é uma plataforma de comunicação, pertencente ao grupo IFE by Abilways, uma empresa europeia multi-especializada no desenvolvimento de competências e de soluções de aprendizagem, contendo mais 9 revistas em diversas áreas. A Sustentável tem como principal foco a partilha de práticas de sucesso sobre sustentabilidade nas áreas da…

  • 7ª Arte

    Blade Runner: São Robots ou Humanos?

    Blade Runner é um belo exemplo de um bom filme que pisca o olho ao espetador, sem o enganar com “malabarismos técnicos”. É um dos filmes de culto mais célebres de Hollywood. De Blade Runner já muito se disse: revolucionário, diferente, um género à parte. Ficção científica meio Kubrickiana? Talvez sejamos demasiado ambiciosos com esta última frase. A inspiração está lá certamente. Ridley Scott, realizador do filme, consegue transpor para a tela um ambiente diferente, inovador, futurista sem cair na tentação de nos apresentar “um show de variedades”.  Do que se reveste Blade Runner? Inspirado no conto de Philip K. Dick “Do Androids Dream of Electric Sheep”, o filme fala…