• 7ª Arte

    EuroCine Parte II: O Cinema Italiano

    A viagem pelo cinema europeu prossegue. Partindo de França, o caminho não é longo até chegarmos ao destino desta semana. Célebre pela fantástica gastronomia e pelas conquistas no futebol, a Itália também é campeã da Sétima Arte. Com vários prémios internacionais arrecadados, o cinema italiano foi dos primeiros a surgir no Velho Continente e tem construído uma imensa comunidade de fãs no decurso das décadas. Os seguintes seis filmes são um exemplo soberano da excelência dos cinéfilos italianos. Independentemente da era em que foram realizados, a qualidade é inegável e as mensagens mantêm-se intemporais. São, à semelhança das produções francesas, bem assentes nos valores tradicionais do cinema. Ladri di Biciclette…

  • 7ª Arte

    Do grande para o pequeno ecrã – a reinvenção do cinema?

    Entro numa sala de cinema. Sento-me na fila do meio para ter uma melhor perceção do ecrã. Pouso o balde de pipocas e espero pelo início do filme. Terminam os anúncios. Terminam os trailers. Boa. Está quase a começar. Só falta o habitual aviso para desligar os telemóveis durante a sessão. Ecrã totalmente escuro. Vai começar. Inicia-se a apresentação dos estúdios e produtores. Entra em cena o logótipo da 20th Century Fox ritmado pela sua icónica música de fundo. Já trauteio a melodia na minha cabeça até que… Ouve-se um telemóvel tocar. Vê-se um ecrã a brilhar. Alguém está a roncar. Esta última situação em nada contribui para o texto…

  • 7ª Arte

    EuroCine Parte I: O cinema francês

      Como é do nosso conhecimento, o cinema não se concentra exclusivamente em Hollywood. Apesar de vivermos subjugados a uma cultura de massas influenciada pela indústria americana, há variadas obras cinéfilas espalhadas pelos vários cantos do mundo, especialmente na Europa, aqui tão perto de nós. Estes são os propósitos da nova rúbrica da secção de Sétima Arte, o EuroCine: dar a conhecer várias produções europeias de qualidade, dinamizando a sua cultura cinematográfica, e sugerir sessões de cinema diversificadas a todos os leitores. Se, tal como eu, já estão enjoados dos padrões de consumo americanizados, então este é o artigo ideal para vocês. O primeiro destino do EuroCine é simbólico. Aterramos…

  • 7ª Arte

    Logan Lucky

    Dois irmãos em busca de dinheiro, um perito em explosões, um complexo sistema de tubagem e Charlotte Motor Speedway. Estes são os ingredientes de Logan Lucky, o novo filme de Steven Soderbergh, realizador de Erin Brokovich e Magic Mike, entre outros. Logan Lucky torna-se especial por se assemelhar à premissa da Trilogia Ocean’s, talvez o mais reconhecido trabalho do cineasta americano. São apresentados de modo pormenorizado os preparativos de um plano de assalto meticuloso e a consequente golpada final. Ainda assim, ambos acabam por se diferenciar em vários aspetos. A narrativa decorre na Carolina do Norte, mais especificamente na pista de velocidade Charlotte Motor Speedway, que recebe a prova Coca-Cola…

  • 7ª Arte

    Baby Driver

    Este verão ficou marcado pelo regresso de Edgar Wright ao grande ecrã com Baby Driver. Conhecido pela recorrente colaboração com Nick Frost e Simon Pegg na Trilogia Cornetto (onde se incluem Shaun of the Dead, Hott Fuzz e The World’s End), foi a segunda vez que o realizador inglês se aventurou a solo na indústria cinematográfica, após o sucesso de Scott Pilgrim vs. The World (2010). Baby Driver é um estonteante filme de ação com subtis toques de humor, romance, ritmo e emoção. Quase como uma homenagem aos grandes clássicos do género das décadas de 60 e 70, Wright desenvolve o protagonista, Baby (Ansel Elgort), que vive mergulhado na música…

  • 7ª Arte

    Filth (2013)

    Estreou em outubro de 2013 no Reino Unido mas a sua pouca ou quase nula notoriedade em território português fez-me sentir a necessidade de partilhar esta relíquia do cinema independente de 2017 – Filth. Realizado e escrito por Jon S. Baird, o argumento é baseado no livro com o mesmo nome de Irvine Welsh, autor do icónico Trainspotting. Desde cedo se percebe a influência de Welsh na premissa do filme: uma visão depreciativa da vida suburbana de Edimburgo pelos olhos de um protagonista frustrado e em negação, com referências ao sexo, drogas, álcool e corrupção. Contudo, apesar da semelhança dos temas de Filth e Trainspotting, as obras não podiam ser…

  • Opinião

    Palavra de GAMER: O maior artigo alguma vez vendido

    A questão que abordarei neste artigo tem sido alvo de debate e escrutínio ao longo de várias décadas. Trata-se do product placement, uma técnica inconvencional utilizada pelas empresas para publicitar os seus produtos através de filmes, televisão ou outros meios. Apesar da sua constante utilização, esta estratégia tem gerado opiniões polarizadas, nomeadamente por parte do público que é incessantemente impactado pelas marcas no ecrã. Há quem defenda a abolição da sua prática ou adoção de regulamentações limitadoras, é certo, mas o product placement acaba por ser indispensável para todos os envolvidos na sua produção e não só – as céticas audiências também. Um dos maiores exemplos é a sua presença…

  • 7ª Arte

    Cult Fiction – O Legado dos Anos 90

    Filmes de culto. Uma expressão bem conhecida junto dos aficionados da Sétima Arte que designa uma produção cinematográfica com uma grande comunidade de fãs. Transversais a toda a história do cinema, podem ter sido, ou não, sucessos comerciais ou críticos, mas proporcionaram momentos que para sempre irão prevalecer na cultura popular. Uma das décadas em que o filme de culto ganha maior expressão foi a de 90, curiosamente coincidindo com o início da carreira de Quentin Tarantino. Sim, sou suspeito por referir o nome do icónico realizador, mas ele é o espelho de um cinema mais cínico, arrojado, inconformista e irreverente, sedento por quebrar as tradições dogmáticas da indústria em…

  • 7ª Arte

    O Renascer de Casey Affleck

    Caleb Casey McGuire Affleck-Boldt nasceu a 12 de agosto de 1975 em Falmouth, no Massachusetts. Irmão mais novo de Ben Affleck, era, até há cerca de uns meses, um ainda desconhecido do mundo da Sétima Arte. Mergulhado num mar de papéis secundários, Casey consegue emergir à superfície do protagonismo em Manchester by the Sea, onde, pela sua performance como Lee Chandler, foi distinguido com um Globo de Ouro, um BAFTA e um Óscar de Melhor Ator. Estes prémios foram os principais catalisadores do seu merecido reconhecimento internacional. Desde muito cedo que os irmãos Affleck foram influenciados pelas artes performativas. Enquanto adolescentes, a sua mãe levava-os frequentemente ao teatro em Cambridge…

  • 7ª Arte

    Manchester by the Sea

    Provavelmente poucos conheceriam a localidade de Manchester-by-the-Sea, no Massachusetts, antes do filme de Kenneth Lonergan ter saltado para a ribalta. O que é certo é o nome da pequena vila ficará para sempre na nossa memória, bem guardada no baú “relíquias da Sétima Arte”. O realizador e argumentista americano apresentou a obra de maior sucesso desde You Can Count On Me, que estreou em 2000 e esteve nomeado para dois Prémios da Academia. Com o seu novo filme, Lonergan viu o painel atribuir-lhe seis nomeações, incluindo o de Melhor Filme, e recebeu duas estatuetas – o de Melhor Argumento Original e o de Melhor Ator, distinguindo a atuação de Casey…