Atualidade

Mudança no governo italiano: quem é Giorgia Meloni e o que podemos esperar do seu mandato?

Giorgia Meloni acaba de tomar posse no governo italiano enquanto primeira-ministra e as diferenças já se fazem notar. 

Entre as diversas medidas destacam-se a lei para combater as festas ilegais, a necessidade de autorização do governo para os navios com migrantes vindos do Mediterrâneo entrarem no país e, ainda, o levantamento da obrigatoriedade da vacina contra a Covid-19 para os médicos e enfermeiros. Esta última alteração coloca mais de 4000 profissionais de saúde no ativo que, anteriormente, só poderiam trabalhar dentro de dois meses. Estas medidas já tiveram reações por parte de personalidades como o Papa Francisco,  que se posicionou completamente contra. Por sua vez, entre emigrantes e refugiados existe o receio de que sejam deportados para os seus países de origem de que toda a sua viagem tenha sido em vão.

Giorgia Meloni é a primeira mulher presidente do Conselho e a fundadora do partido Fratelli d’Italia, criado a 21 de dezembro de 2012. Nascida a 15 janeiro de 1977, é defensora da família tradicional e posiciona-se contra a adoção de crianças em casais do mesmo sexo. 

Entrou para a política com apenas 15 anos, em 1992, como líder da Juventude do partido de extrema-direita Movimento Social Italiano. Em 1996, apenas com 19 anos, ocupou o lugar de coordenadora num outro partido de extrema-direita, Aliança Nacional. Aos 31 anos, ocupou o lugar de ministra da Juventude no governo de Silvio Berlusconi. Agora, com 46 anos e quatro anos de mandato pela frente, vai tentar fazer  história em Itália.

Fonte da capa: ANTONIO MASIELLO/GETTY IMAGENS

Artigo revisto por João Nuno Sousa

AUTORIA

+ artigos