Equipa da Coreia unificada estreia-se nos Jogos Olímpicos de Inverno

Pela primeira vez, jogadoras de hóquei no gelo da Coreia do Sul e da Coreia do Norte uniram-se este domingo para enfrentar a equipa sueca nos Jogos Olímpicos de Inverno em Gangneung, na Coreia do Sul, numa tentativa de reaproximação entre os dois países.

A equipa vestiu um uniforme azul com um mapa em representação da paz entre as duas Coreias. As jogadoras de ambos os países começaram a praticar enquanto equipa há uma semana atrás. Embora tenham apresentado bastante resistência no seu primeiro jogo competitivo, as suas capacidades não ameaçaram a equipa sueca, atualmente quinta no ranking mundial, que acabou por ganhar 3-1.

O jogo tornou-se num dos mais falados do evento. Três mil espectadores encheram o local do evento até à capacidade máxima, no Ringue Internacional Seonhank. Em vez dos respetivos hinos nacionais antes do jogo, as jogadoras ouviram a canção coreana folclórica “Arirang”, considerada o hino não oficial da nação coreana, ao representar aspetos da cultura tradicional num tom romântico. Nas bancadas viram-se fãs com pequenas bandeiras de uma península coreana unificada, que cantaram “Somos Um” e gritaram de cada vez que as suas jogadoras atacaram. O evento ficou ainda marcado pela erupção de festejos quando a equipa coreana marcou o 2-1.

 “Penso que as jogadoras norte-coreanas jogaram bastante bem. Esta é uma das maiores multidões para as quais jogaram. Com apenas 12 dias de antecipação e com pouco treino conjunto, jogaram bem dentro do nosso sistema; estou orgulhosa delas”, afirmou Sarah Murray, a treinadora canadiana responsável pela equipa.

A equipa da Coreia faz parte de uma aproximação entre os dois países para os Jogos Olímpicos de Inverno, nos quais Seul viu uma oportunidade para reatar a comunicação com Pyongyang após um longo período de animosidade entre as duas nações. A Coreia do Norte planeia enviar centenas de pessoas para os Jogos, incluindo atletas, oficiais do governo, artistas e uma claque de cerca de 230 indivíduos.

Apesar dos grupos de fãs entusiasmados dentro do ringue, que esperaram horas pela abertura do recinto gritando “Equipa Coreia”, do outro lado da rua fizeram-se ouvir protestos contra o governo norte-coreano. Dezenas de ativistas ergueram bandeiras da Coreia do Sul como forma de denúncia do regime opressivo e reprovação pelo evento que dizem ter-se tornado nos “Olímpicos de Pyongyang”.

Posted in Atualidade and tagged , , , , , , .

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *