Literatura

A Lista de Leitura: Porque os Livros Salvam Vidas

O que terão em comum Mataram a Cotovia, Rebecca, O Menino de Cabul, A Vida de Pi, Orgulho e Preconceito, Mulherzinhas, Beloved e Um Bom Partido? Para além de serem todos clássicos da literatura, estão todos presentes na lista de leitura.

Só para o caso de precisares…” foi o que chamou a atenção de Aleisha na lista de leitura e a fez levá-la consigo para casa. Com uma vida familiar complicada, a adolescente acabou por aceitar um emprego de verão na Biblioteca de Harrow Road, apesar de não gostar de ler e de nunca ter lido nenhum livro na sua vida. 

Mukesh é um idoso com uma vida solitária após a morte recente da mulher. Descobrir um antigo exemplar de A Mulher do Viajante no Tempo, pertencente à biblioteca e requisitado por Naina antes de falecer, foi como descobrir a pólvora. A história sensibilizou Mukesh, que a leu vezes sem conta, encontrando no livro um refúgio e nas palavras uma compreensão sem igual, fazendo-o sentir-se menos sozinho. 

As tão diferentes vidas de Aleisha e Mukesh unem-se devido à lista de leitura. Não se sabe de onde vem nem quem a escreveu. A verdade é que permitiu aos dois protagonistas começarem uma jornada de descoberta do prazer e da alegria que é ler, bem como o escape que pode ser à realidade e aos problemas mundanos.

Cada livro lido da lista é uma nova experiência, um novo género literário ou um novo ensinamento. Cada livro tem uma função. Sendo um livro sobre livros e para amantes de livros, A Lista de Leitura é uma história encantadora sobre a vida, a morte, sobre quem fica e sobre quem cuida. Essencialmente, mostra o quanto os livros podem significar para cada um de nós, mesmo com realidades diferentes e mesmo em gerações distintas.

Fonte: Blogspot

Mukesh e Aleisha são personagens reais e autênticas, mostrando que nem tudo na vida é bom, mas também que nem tudo é mau. Com eles aprendemos a encontrar novamente a alegria que é viver, ler livros, conhecer pessoas novas, reatar relações e recomeçar, quando necessário. Isto porque os livros são capazes de salvar vidas, mesmo quando tudo à nossa volta está capaz de se desmoronar.

Ambos os protagonistas são capazes de dar lições ao leitor com as suas vidas, mas foi a história de Aleisha a que mais me tocou. A Lista de Leitura aborda temas como o valor da  família, a saúde mental, a importância de pedir ajuda e, sobretudo, de a aceitar. Com a adolescente aprendemos, principalmente, que aceitar ajuda não nos torna mais fracos, muito pelo contrário.

Além disso, penso que também conseguimos aprender muito com o pouco que lemos sobre Naina. Mukesh lembra muito a falecida esposa, dando-nos a conhecer um bocadinho daquilo que foram as suas vidas enquanto casal e dos meses que antecederam a morte de Naina. Também ela é uma personagem forte e resiliente, com as suas próprias dores, mas com uma força e esperança sem igual, querendo deixar a sua marca no mundo.

Com uma escrita belíssima e viciante, Sara Nisha Adams mostra, no seu romance de estreia, o amor aos livros e à leitura. Mais que isso, mostra como histórias podem aproximar gerações e como podem até mudar vidas. Posso afirmar, com toda a certeza, que A Lista de Leitura, com todas as suas histórias de superação, mudou também a minha vida. 

Todos, gostando ou não de ler, deviam dar uma oportunidade a este romance pelo menos uma vez na vida. Temos muito a aprender com a lista de leitura.

Fonte da capa: Chapters of May

Artigo revisto por Catarina Policarpo

AUTORIA

+ artigos

Sempre foi apaixonada pela escrita e pela leitura, o que a levou a escolher o curso de jornalismo. A saúde mental faz parte do seu dia a dia e usa as suas redes sociais para consciencializar os outros sobre esse tema. Gosta particularmente de chocolate preto, dias de chuva e da Natureza.