• Capital

    Alfama de quem lá mora e de quem lá passa

    Alfama é o mais antigo e um dos mais típicos bairros de Lisboa. Foi um dos bairros que sobreviveu ao Terramoto de 1775, e nele conviveram judeus, cristãos e muçulmanos. Foi também casa de muitos marinheiros. Hoje é a casa de quem lá nasceu e cresceu, de quem a escolheu como morada e das centenas que a visita todos os dias. [wp_biographia user=”teresalopes”] [wp_biographia user=”deborateixeira”]

  • Capital

    A volta ao mundo em 80 minutos

    O musical “A volta ao mundo em 80 minutos”, de Filipe La Féria, estreou dia 26 de maio no Casino Estoril e já é um sucesso de bilheteira. Filipe La Féria estreou mais um musical no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. Protagonizado por João Baião e com atores no elenco como Dora, que representou Portugal duas vezes na Eurovisão, Ricardo Soler, Filipe Albuquerque, Paula Sá, entre bailarinos e acrobatas, este espetáculo é já um autêntico sucesso de bilheteira, prometendo não ficar atrás do anterior – “O musical da minha vida” -, visto por mais de cinquenta mil pessoas entre abril e dezembro do ano passado. “A volta ao…

  • Capital

    À mesa com a família Rocha

    As tradições do dia de Páscoa podem ser diferentes consoante a região do país, mas existe algo que é comum: ser um dia de reunião familiar. Carmo, residente em Cascais, conta-nos como se celebra este dia na família Rocha. Lembro-me de que, como sou a mais nova de quatro irmãos, as minhas irmãs já estavam casadas e no domingo de Páscoa iam almoçar a casa dos nossos pais com os seus maridos e filhos. Eu era a mais pequenina e, por isso, levavam-me amêndoas. Naquela altura ainda não existiam os ovos da Páscoa. Era muito engraçado, comíamos todos o cabrito assado no forno que era delicioso porque a minha mãe…

  • Capital

    “Chapéus há muitos…” e para todos os gostos

    Dos chapéus aos bonés e das luvas aos suspensórios. Se não quer ficar sem, a Chapelaria Azevedo Rua tem. Situada no número 72 da Praça Dom Pedro IV em pleno Rossio, esta chapelaria já conta com cento e trinta anos de existência. Foi fundada em 1886 pelo Sr. Manuel de Aquino Azevedo Rua, tal como nos conta o seu trineto Pedro Fonseca, atual proprietário da loja. Manuel Azevedo Rua era um produtor de vinho do Porto que após uma má colheita decidiu abrir esta chapelaria, que marca as já várias gerações que por aqui passam. “Porquê Lisboa?” ou “Porquê chapéus?” são as perguntas que poderá estar a fazer, mas a…