Lifestyle

Como sobreviver à faculdade com sucesso

Perspectivas de quem sobreviveu ao primeiro semestre 

O primeiro ano é sempre difícil. Nem todos nos adaptamos da mesma forma e a mudança pode ter um impacto maior nuns do que noutros. Assim, apresentamos duas perspetivas com as quais se podem relacionar e, em seguida, selecionamos algumas dicas para vos ajudar a ultrapassar o segundo semestre em grande.

Testemunho 1: Carolina Rodrigues

O primeiro semestre do primeiro ano é sempre uma fase de grande mudança. A relação professor-aluno passa a ser mais distante do que no ensino secundário e as frequências e trabalhos passam a ser mais exigentes. Já para não falar da turma, visto que passamos de conhecer todos os nossos colegas para não conhecer nenhum deles (na maioria dos casos).

Uma das maiores diferenças que senti esteve relacionada com as deslocações. Estava habituada a ir à boleia para o secundário, numa viagem que demorava cerca de dez minutos. Agora tenho de me deslocar até à estação de comboios mais próxima da minha casa e fazer uma viagem de 40 minutos até chegar à ESCS. Na maioria dos dias, este percurso não me causa qualquer tipo de transtorno, mas nos dias em que estou mais cansada ou em que entro mais cedo ou saio mais tarde, dou por mim a desejar que o percurso que faço fosse o mesmo que fazia no ano passado.

Relativamente ao primeiro semestre do curso de Jornalismo, não achei as cadeiras excessivamente complicadas, daí ter conseguido ter praticamente as mesmas notas que tinha no ensino secundário. Consegui criar uma rotina de estudo consistente, de forma a mantê-la no decorrer do semestre. Para mim, o único ponto negativo prende-se com o facto de o curso estar a ser muito teórico (só temos uma cadeira prática e mesmo esta tem muita teoria associada), mas é compreensível que primeiro tenhamos de aprender as bases do curso para depois podermos começar a praticar.

Testemunho 2: Lara Carmo

O primeiro semestre para mim foi uma altura de mudanças e descobertas. Era tudo novo e extremamente fora da rotina. Sou do Algarve, então tive de me mudar recentemente para Lisboa e viver sozinha, longe das pessoas de que mais gostava. Não conhecia ninguém e tive de começar a fazer amizades, o que foi algo muito positivo. Contudo, ainda estava na descoberta de novos métodos de estudo e organização e, até alcançar o método que mais se encaixava em mim, andei um pouco perdida. Sempre tive notas altas no secundário e não percebia porque é que o mesmo não acontecia cá, estudando da forma que estudava. 

A promessa que fiz a mim mesma, e aconselho vivamente a quem está a passar pelo mesmo, é aproveitar para saber dividir a vida pessoal e os estudos, e não se preocuparem se não estudarem todos os dias. Hão de compensar noutra altura. Arranjar uma ocupação que faça diminuir o stress e a ansiedade e arranjar o método de estudo que mais se adequa a vocês. 

Dicas para sobreviver à faculdade

A faculdade não é aquele “demónio” que muita gente diz ser. Pensa que é uma nova oportunidade para desenvolver as tuas capacidades e aproveitar a bagagem dos anos escolares anteriores para obteres resultados de sucesso. Vais descobrir novas disciplinas e é normal teres as tuas preferências. 

O grande objetivo é não deixar nada para trás e ter tudo controlado, por isso, aqui ficam algumas sugestões que podes utilizar este semestre e futuramente. 

Não estudes em demasia!

Às vezes temos a ideia de que o ensino superior exige muito de nós e só conseguimos ultrapassá-lo a estudar o tempo todo. E se te disséssemos que não é bem assim? Tens de dar descanso ao corpo e à mente. Estudar a toda a hora é cansativo e não te consegues concentrar esse tempo todo, por isso, mais vale fazeres pausas e vais ver que o teu estudo será muito mais produtivo.

Fonte: Brasil Escola

Conhece novas pessoas!

Não sejas reticente no que toca a conhecer pessoas novas. Podes ser uma pessoa mais reservada, mas fazer amigos não é um bicho de sete cabeças. É bom conhecer novas pessoas e não tenhas medo em ser tu a dar o primeiro passo. Verás que a tua experiência académica será mais enriquecedora e divertida! 

Fonte: Odyssey

Organiza-te!

Passado um semestre, és capaz de ter descoberto o método de estudo que melhor funciona para ti. Não te guies pelo que é fácil para os outros, mas sim pelo que é fácil para ti. Sugerimos que cries uma lista de tarefas para teres uma noção de como será a tua semana. Mesmo que não cumpras todos os objetivos, não te pressiones por isso. Nesta lista podes incluir o teu horário e tempo disponível, o teu estudo e pausas e algum hobby que tenhas que te faça descontrair dos estudos, por exemplo.

Fonte: Masha Plans

Não mistures!

É essencial saber diferenciar a vida pessoal da vida académica. Não uses as refeições para estudar ao mesmo tempo, nem abdiques de passar tempo com a tua família porque sentes culpa de não estudar. 

Aproveita estes pequenos momentos para desligar dos estudos.

Fonte: American Express

Esperemos que aproveites estas dicas ao máximo e que não te esqueças de que estes são os melhores anos da tua vida. Não te dediques exclusivamente aos estudos, diverte-te também!

Fonte da capa: La Voz de Galicia

Artigo revisto por João P. Mendes

AUTORIA

+ artigos

Chama-se Lara Pires do Carmo, tem 19 anos e nasceu em Portimão, a 4 de dezembro de 2002. Tirou o curso de Línguas e Humanidades e com algumas dúvidas sobre o que queria seguir especificamente na vida, optou por fazer um ano de pausa dos estudos em 2020. Em 2021, ingressou no curso de Relações Públicas e Comunicação Empresarial na Escola Superior de Comunicação Social.

+ artigos

Se há cinco anos atrás (ou até menos) alguém dissesse à Carolina que ela iria para o curso de Jornalismo da ESCS ela certamente não acreditaria. A verdade é que sempre pensou que iria para a escola "vizinha", a ESELx, e que de lá sairia licenciada em Educação Básica. Escrever sempre foi algo que gostou de fazer, com os seus nove anos já abria o Word e escrevia pequenas histórias, brincando ao "faz de conta" e imaginando que era uma escritora famosa. No presente já não o imagina, mas a verdade é que viu na ESCS magazine uma excelente oportunidade para aperfeiçoar a sua escrita e, acima de tudo, para aprender coisas novas.