Atualidade,  Informação

Conflito sem fim à vista. Israel volta a atacar na faixa de Gaza

O conflito israelo-palestino intensificou-se, esta semana, com o ataque ao edifício onde funcionava uma agência de notícias americana, a Associate Press, e um canal de notícias árabe, o Al Jazeera. Esse mesmo ataque causou apenas um ferido. 

Créditos: QUSAY DAWUD / AFP

“Um ataque israelense destruiu o prédio que abrigava os escritórios da AP em Gaza”, disse Jon Gambrell, jornalista da agência de notícias, no Twitter. 

Os Estados Unidos já reagiram a este ataque através da porta-voz da Casa Branca, que escreveu no Twitter que a segurança dos jornalistas tem de ser garantida pelo Governo de Israel. 

Jen Psaki foi porta-voz do Departamento de Estado na Administração de Barack Obama 
Créditos: REUTERS/TOM BRENNER

As autoridades israelitas justificam este ataque com a tese de que o edifício em causa era a base de uma célula do grupo terrorista AMAS. 

Contexto

A intervenção das autoridades israelitas em pleno Ramadão na mesquita de Al-Aqsa, um lugar sagrado tanto para muçulmanos como para judeus, fez com que o conflito, ativo desde 1947, entrasse em ebulição após um cessar-fogo que durava desde 2007. 

Pai com a filha de 12 anos nos seus braços, morta num ataque aéreo israelita, em Gaza
Créditos: ANAS BABA / AFP)

Só na última semana morreram mais de uma centena de palestinos na faixa de Gaza. O porta-voz das forças armadas israelitas afirmou hoje que Israel iria continuar a ofensiva até quando fosse necessário.

Artigo revisto por Ana Rita Sebastião

Fonte da foto de capa: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *