Desporto

Dovizioso é quem manda no Qatar

É oficial. Abriu a temporada de 2018 do Moto GP. O campeonato do mundo de motociclismo teve início, este fim-de-semana, no Qatar. Depois de uma espera de quatro meses, os melhores pilotos do mundo voltaram às pistas para dar tudo por tudo.

A prova realizou-se no Qatar, no circuito de Losail, que já abre a temporada desde 2007. Este que é um dos eventos mais espetaculares do calendário decorre durante a noite, no meio do deserto. As condições climatéricas características do local dificultam muitas vezes o trabalho dos pilotos. O vento forte, as temperaturas altas durante o dia e baixas durante a noite, assim como a fraca visibilidade e a falta de aderência proporcionada pela areia que se arrasta pela pista levam a que os pilotos de todas as categorias experienciem diferentes cenários ao longo de todas as sessões.

Andrea Dovizioso liderou durante todo o fim de semana, conseguindo os melhores tempos nas sessões de treinos. Foi no sábado, na sessão de qualificação, que o piloto da Ducati desceu para o quinto lugar na grelha de partida, já depois de ser agitada a bandeira de xadrez. Foi Johann Zarco que conseguiu a pole position, numa volta impressionante, mesmo ao cair do pano. O piloto francês da equipa Movistar Yamaha Tech 3 surpreendeu tudo e todos ao bater o recorde da pista, que pertencia a Jorge Lorenzo desde 2008.

No domingo, as condições meteorológicas ajudaram os pilotos mais rápidos a conseguirem um bom ritmo durante a corrida, na classe rainha do motociclismo.

Com Zarco a sair em primeiro na grelha de partida, Dovizioso teve de ultrapassar vários pilotos para conseguir chegar à liderança. O piloto italiano aproveitou as movimentações na frente da corrida para atacar. Depois de afastar Marquez e Rossi da frente da corrida, e apesar da tentativa de ultrapassagem do piloto espanhol mesmo antes da reta da meta, Andrea Dovizioso conseguiu passar a linha da meta com apenas 0.027s de vantagem.

O piloto italiano mostrou-se feliz depois de conseguir bater Marc Marquez, da equipa Repsol Honda, na última volta. Depois de uma corrida perfeita e de um fim de semana também ele perfeito, Dovizioso está na liderança do campeonato.

Resultado de imagem para marc marquez qatar
Andrea Dovizioso ultrapassa Marc Marquez / Fonte: MotoGP.com

Apesar de saber que na reta Dovizioso seguiria na frente, Marc Marquez foi igual a ele próprio quando tentou a típica ultrapassagem ao piloto italiano. Numa pista em que a Honda não tem a melhor performance, o piloto espanhol cumpriu o seu objetivo e terminou no 2º lugar do pódio.

Grande destaque também para Valentino Rossi. O piloto italiano de 39 anos conseguiu chegar ao 3º lugar do pódio, depois de sair da 8ª posição na grelha de partida. Depois de confirmada a sua presença na Yamaha até 2020, Rossi continua a surpreender quem o acompanha há vários anos.

Resultado de imagem para valentino rossi qatar 2018
Andrea Dovizioso, Marc Márquez e Valentino Rossi / Fonte: Moto GP 2018

O piloto italiano sublinhou, no final da corrida, em entrevista, que espera mais deste ano. “A mota está melhor e sei que este ano tenho melhor ritmo”.

Pior ficou Cal Crutchlow, da equipa LCR Honda. Conseguiu um bom arranque de temporada, terminando em 4º lugar. Porém, o piloto britânico mostrou-se desiludido no final da corrida dizendo que queria mais: queria o pódio.

 

Durante este fim de semana decorreram também as corridas de Moto 2 e Moto 3.

A categoria intermédia trouxe algumas surpresas.

Os olhos estavam postos em Miguel Oliveira, da Redbull KTM Ajo e Alex Marquez, da EG 0,0 Marc VDS. Os dois pilotos, que terminaram a temporada de 2017 em 3º e 4º lugar, respetivamente, são os principais candidatos ao título deste ano depois de os dois primeiros classificados do ano passado, Franco Morbidelli e Thomas Luthi, terem seguido para a classe rainha.

Depois de um fim de semana complicado devido às condições meteorológicas que marcaram a grande maioria das sessões, Marquez conseguiu progredir ao longo das sessões de treinos, o que lhe garantiu a pole position.

Já Miguel Oliveira, apesar de ter conseguido alguns progressos durante o fim de semana, foi empurrado para a segunda fila da grelha de partida, de onde saiu em 4º lugar. O piloto da KTM, que nunca conseguiu um pódio no Qatar, mostrou-se confiante de que conseguiria posicionar-se bem, logo no arranque.

Quem roubou a primeira linha da grelha de partida a Miguel Oliveira foram Lorenzo Baldassari, da Pons HP40, e Francesco Bagnaia, da Sky Racing Team VR46. Baldassari chegou forte à temporada de 2018. O piloto italiano esteve sempre nos lugares da frente durante todo o fim de semana, o que lhe permitiu sair no 2º lugar da grelha de partida.

Bagnaia mostrou grandes melhorias ao longo das sessões de treinos, mas foi na sessão de qualificação que se juntou a Marquez e Baldassari no 3º lugar da grelha.

Miguel Oliveira arrancou bem, mas um percalço logo na primeira curva deixou-o para trás, caindo para o 8º lugar. A partir daí, o piloto português teve de fazer o seu caminho até ao quinto lugar, no qual terminou a corrida.

Francesco Bagnaia conseguiu passar a primeira curva na liderança do grupo, atirando Marquez para a 3ª posição. Esta foi uma longa corrida para o piloto italiano, que, com um gap muito curto para Baldassari, nunca parou de lutar pelo 1º lugar, que conseguiu depois de uma longa batalha. Esta foi a primeira vitória do piloto italiano na categoria de Moto 2.

Imagem relacionada
Francesco Bagnaia / Fonte: motorsport.com

Baldassari seguiu na retaguarda de Bagnaia durante toda a corrida, tentando algumas ultrapassagens perto do final. Acabou em 2º lugar.

Marquez ainda lutou pelos primeiros dois lugares do pódio mas nas últimas voltas sofreu um problema na moto que não o permitiu arriscar muito. Tentou aguentar o 3º lugar, que lhe garante um bom início de temporada.

Na corrida da categoria de Moto 3, grande destaque para Antonelli, da SIC58 Squadra Corse. O piloto italiano garantiu a pole position na primeira corrida da temporada ao lado de Martin, da Del Conca Gresini, que saiu em 2º lugar e, Rodrigo, da RBA BOE Skull, em 3º.

Na primeira passagem pela meta, era já Jorge Martin que, sem surpresas, liderava a corrida. O piloto espanhol, que é um dos grandes candidatos ao título deste ano, disputou até ao fim o 1º lugar com Aron Canet, da Estrella Galicia 0,0. O piloto que tinha saído em 7º lugar, na terceira linha da grelha, conseguiu juntar-se ao seu maior rival para disputar a primeira vitória da temporada. Acabou por ficar a 0.023s do líder.

Resultado de imagem para Lorenzo Dalla Porta moto 3 2018
Lorenzo Dalla Porta / Fonte: Leopard Racing

No 3º lugar do pódio ficou Lorenzo Dalla Porta. O piloto da Leopard aproveitou alguns erros dos pilotos que seguiam na frente para chegar aos três primeiros. Depois de algumas quedas no grupo que perseguia Martin e Canet, o piloto italiano aproveitou as falhas de Antonelli e Rodrigo, que acabariam em 4º e 5º lugar, respetivamente.

Uma vez mais, o piloto argentino, Gabriel Rodrigo, deixou escapar o pódio.

Segue-se o Grande Prémio da Argentina. A segunda corrida do campeonato de 2018 vai realizar-se no dia 8 de Abril no Circuito de Rio Hondo.

Será que Rodrigo vai conseguir o primeiro pódio a correr em casa? Será que Miguel Oliveira vai marcar posição entre os três primeiros? Irá Dovizioso permanecer na liderança do campeonato? Esperemos para ver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *