• Atualidade,  Informação

    ONU deverá decidir a favor da libertação do fundador do WikiLeaks

    Os especialistas das Nações Unidas para as detenções arbitrárias deverão dar razão à queixa apresentada por Julian Assange. Segundo a BBC, o fundador da WikiLeaks considera que está a ser alvo de uma “detenção ilegal”. No entanto, só amanhã, sexta-feira, é que esta decisão deverá ser anunciada oficialmente. “Se eu triunfar e se for descoberto que as entidades estatais atuaram fora da lei, eu espero a devolução imediata do meu passaporte e o fim de mais tentativas para me deterem”, publicou Assange, esta quinta-feira, na rede social Twitter. O fundador da WikiLeaks refere ainda nessa mensagem que “se as Nações Unidas anunciarem amanhã [sexta-feira] que eu perdi o meu caso…