• Desporto

    Era nosso. Devia ter sido nosso.

    Terminou. Uma das mais belas histórias do futebol chegou ao fim. De partida para as Caldas da Rainha, o lugar que naquele dia era o centro do mundo, sentia que ia ser um dia para recordar. Que com a sorte da vida iríamos conseguir estar no segundo estádio mais bonito de Portugal – o Jamor. Assim que chego vejo uma placa que me chama a atenção. Lá está escrito “Mata Encantada”, e aí pensei: “Tem de dar para nós. Não pode não dar”. Não faltaram as roulottes, o porco no espeto, as bifanas, as imperiais e o hino do Caldas SC a tocar. Ali, velhos conhecidos, que há anos não…