• Capital,  Secções

    Mãe de outros tempos

    Nos dias de hoje, abrir uma toneira em qualquer lado para tirar água é uma tarefa fácil e recorrente. No entanto, nem sempre foi assim e na nossa capital multiplicam-se os vestígios dos antigos sistemas de abastecimento à povoação. Muitos deles integram o Museu da Água, e o Reservatório da Mãe d’Água das Amoreiras é um deles. Partindo da iniciativa do rei D. João V de construir o Aqueduto das Águas Livres, o reservatório integra este complexo sistema de abastecimento, tendo sido o responsável por receber as águas do aqueduto para depois as entregar nos vários pontos da cidade. Foi projetado em 1746 pelo arquiteto húngaro Carlos Mardel, também conhecido…