Atualidade,  Informação

Trump e Clinton sorriem na frente. Rubio diz adeus à corrida

Mais uma noite, mais cinco estados a votos nas primárias americanas. Na Terceira Super terça-feira, a Carolina do Norte, o Illinois, a Florida, o Ohio e o Missouri foram chamados a votar. Clinton e Trump continuam imparáveis enquanto os republicanos deixam mais um candidato pelo caminho.

Donald Trump foi mais uma vez o grande vencedor da noite. No Illinois e na Carolina do Norte o magnata republicano ganhou um total de 99 delegados, enquanto no Missouri se verificou um empate técnico com o segundo candidato, Ted Cruz.

Trump perdeu no estado do Ohio, considerado o mais importante desta volta. A vitória coube a John Kasich, o governador deste estado que garante assim a sua continuidade na corrida à Casa Branca.

Já do lado dos democratas, é quase impossível parar Hillary Clinton: a ex-primeira dama bateu o seu único adversário, Bernie Sanders, em quatro dos cinco estados, empatando apenas no Missouri.

Sanders reduz cada vez mais as suas possibilidades de chegar a julho como o número um dos democratas, visto que tem perdido delegados para Clinton.

Marco Rubio, o senador da Florida e também candidato republicano, ficou pelo caminho depois de obter apenas 27% dos votos contra 46% de Trump. Sai desta forma da corrida à presidência, que reúne neste momento três opositores: Donald Trump, Ted Cruz e John Kasich.

Nas contas finais dos delegados é necessário que cada candidato republicano reúna pelo menos 1237 delegados para ser indicado pelo partido, enquanto os democratas precisam de pelo menos 2383. Se perder em algum dos próximos estados (principalmente naqueles que usam o método “Winners-takes-all”, um método que atribui a totalidade de delegados ao vencedor), Trump fica mais longe de alcançar os delegados. Até ao momento conta com 460, enquanto a opositora do partido democrata acumula 1234.

Até julho faltam ainda 30 estados ir a votos. O número de delegados é fundamental para o apoio aos pré-candidatos, bem como para definir quem seguirá para a fase final das eleições que decorrem no início de novembro deste ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *