Capital,  Secções

Web Summit – dia 2

“Designing security and safety for billions” foi o tema da primeira sessão de quarta-feira, no Meo Arena,  com o orador Alex Stamos, CSO do Facebook. Nesta sessão de abertura às 10h15 foram focados vários aspetos relacionados à equipa que garante a privacidade/segurança aos seus muitos utilizadores, sendo ainda dado destaque à reponsabilidade que a empresa tem em proteger milhões de utilizadores da plataforma de sucesso e as suas informações.

Seguiu-se prontamente às 10h45 a sessão “US election fallout”, com três oradores – Brandley Tusk, fundador e CEO; Owen Jones, The Guardian; Shailene Woodley, atriz e co-fundadora do Up to Us e David Patrikarakos editor do Daily Beast.

Nesta sessão como esperado foi com grande tristeza que todos os oradores se expressaram, afirmando que o resultado da vitória do Donald Trump deveu-se ao facto “America don´t Care”, ainda que tenham apelado a todos, agora mais do que nunca, um contributo e participação mais ativo na sociedade. Foi ainda falado sobre o feminismo, movimento apoiado ao longo da campanha da Hillary Clinton – sobre este assunto a atriz Shailene Woodley, apesar da derrota da candidata, não acredita haver razões para parar de lutar a favor deste movimento.

“Films will exist in formats we can´t yet imagine”, com o orador William Sargent, CEO do Framestore, foi uma sessão muito interativa, recheada de exemplos ilustrativos; para além de usar o filme Magical Beasts como exemplo de inovação tecnológica cinematográfica, mencionou ainda experiências de realidade aumentada com crianças em autocarros escolares, tornando a suas viagens de estudo inesquecíveis, como, por exemplo, uma ida a Marte.

Às 12h05 teve inicio a sessão “A new era of mobility – autonomous driving in 2021”, com o orador Elmar Frickenstein, Senior Vice Presidente Fully Automated Driving, Driver Assistance, BMW Group. Esta sessão prendeu particularmente a atenção da audiência, com animações de realidade aumentada, demonstrando os carros BMW com condução e estacionamento automático, com ajuda de campanhas promocionais, destacando a segurança que o sistema oferece, comodidade e praticidade – tornando esta tecnologia, que ainda nos parece tão distante, em algo que faz todo o sentido nos dias de hoje.

“Space won’t be the final frontier” uma sessão que teve como oradores Derek Mead, Editor-chefe da Motherboard, que liderou a sessão como entrevistador; Mike Massimino, astronauta, Columbia University & Intrepid Sea, Air & Space Museum e Naveen Jain, fundador do Moon Express e Viome, como entrevistados.

Esta sessão iniciou-se às 12h20, arrecadou várias gargalhadas graças a Naveen Jain, um entusiasta, pela maneira como afirmou ser possível, dentro de um curto espaço de tempo, todos termos a oportunidade de ir à lua, com o seu sotaque peculiar.

Foi uma sessão animada, bem disposta, cortando um pouco o tema das eleições que esteve bem presente na grande maioria as sessões. Mike Massimino partilhou ainda um pouca da sua experiência como ex-astronauta da NASA e da sua vontade de voltar a ir ao espaço.

“Is ego the biggest reason for failure” foi a última sessão antes da pausa para o almoço, e esta foi bastante agitada; os oradores estavam visivelmente transtornados pela eleição do novo presidente e adaptaram o tema a todo o processo de eleição americana. Dave McClure, fundador da 500 Startups, exaltou-se nos momentos iniciais da sessão, afirmando não ser capaz de fingir que nada se tivesse passado na noite passada (das eleições), levantando-se e apelando à manifestação de descontentamento e revolta de todos. Mais contidos, ainda que com discursos de notória tristeza, estiveram também Eileen Burbidge, Partner da Passion Capital; Justin Kan, Partner da Y Combinator e Laurie Segall, Senior Technology Correspondent da CNNMoney com um papel de mediadora/entrevistadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *