Atualidade

António Guterres salienta importância da prevenção de conflitos perante o Conselho de Segurança da ONU

Na sua primeira intervenção perante o Conselho de Segurança, depois de ter assumido a pasta de secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), no passado dia 1 de janeiro, António Guterres apresentou esta terça-feira uma nova abordagem em relação à prevenção de conflitos internacionais.
O novo secretário-geral da ONU, António Guterres, defendeu, perante o Conselho de Segurança, uma proposta para prevenir guerras e evoluir a organização, redobrando os esforços canalizados para a resolução das crises mundiais.
O sucessor de Ban Ki-moon referiu que a ONU deverá estar mais atenta à prevenção de conflitos e à mediação dos mesmos: “Devemos reequilibrar o nosso foco sobre a paz e segurança. Durante décadas esteve dominado pela resposta ao conflito. Para o futuro, devemos fazer muito mais para prevenir a guerra e manter a paz”, afirmou.
Guterres já iniciou a criação de reformas nesse sentido com a criação de uma nova comissão executiva e de uma assessoria especial para assuntos políticos.
“Perderam-se demasiadas oportunidades de prevenção porque os Estados-membros desconfiam dos motivos dos outros e por preocupações relacionadas com a soberania nacional”, garantiu o secretário-geral, que acredita que a prevenção de conflitos deve ser prioritária.
O diplomata português espera que “2017 seja um ano para a paz” e insiste em que a prevenção de conflitos nunca poderá ser usada para proveito político nem ter “dois pesos e duas medidas”.
António Guterres pediu ao Conselho de Segurança que se atue aos primeiros indícios de um possível conflito, salientando as enormes consequências de ignorar estes sinais: “A ação preventiva é essencial para evitar atrocidades em massa ou violações graves dos direitos humanos”, reforçou.
Este discurso abriu um debate para o qual estão previstas mais de noventa intervenções de vários chefes de diplomacia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *