Atualidade,  Informação

Ataque na estação de Munique provoca um morto

Captura de ecrã 2016-05-11, às 03.34.09

Um alemão de 27 anos esfaqueou quatro pessoas numa estação de comboios nos subúrbios da cidade de Munique ao mesmo tempo que gritava em árabe “Deus é grande”. Uma das vítimas tinha 50 anos e acabou por morrer dos ferimentos, já no hospital. O agressor foi pouco depois detido sem oferecer resistência.

Eram cinco da manhã na estação de Grafing; as pessoas começavam a deslocar-se para apanhar os transportes quando quatro homens com idades de 43, 50, 55 e 58 anos foram esfaqueados. O agressor é alemão, identificado como Paul H., é natural de Hesse, um estado no centro da Alemanha, e não tem “origem imigrante”. No entanto, segundo os meios de comunicação locais, o homem terá gritado “Allah akbar”, “Deus é grande”, em árabe, enquanto esfaqueava as vítimas.

O ministro do Interior do Estado da Baviera, Joachim Herrmann, esclareceu que o agressor pode ter tido “motivações políticas”, ou seja pensa-se que “o agressor fez declarações na cena do crime que indicam motivação política”, apesar de não serem descartadas hipóteses como “perturbações mentais e dependências de drogas”.

A investigação foi entregue ao departamento criminal da Baviera e à procuradoria de Munique. Já foi feita uma primeira reconstituição pela polícia: Paul H. terá chegado à estação pouco antes das 4:50h com uma faca com uma lâmina de 10 centímetros, tendo, minutos depois, entrado no comboio e atacado duas pessoas.

O homem de 50 anos foi atacado pelas costas, acabando por morrer depois de transportado para o hospital. Após apunhalar a vítima, o alemão desceu para uma parte inferior da composição onde terá repetido o processo, deixando uma segunda vítima em estado grave. Posteriormente, saiu da estação e esfaqueou dois outros homens que se deslocavam de bicicleta, deixando-os com ferimentos ligeiros.

Apesar de não ter oferecido resistência, Paul H. não explicou o motivo dos seus atos e recusou-se a colaborar com os investigadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *