Jorge Simões renuncia à presidência do Conselho Nacional de Saúde

O marido da nova ministra da Saúde demitiu-se esta sexta-feira do cargo de presidente do Conselho Nacional de Saúde. Jorge Simões invocou “motivos pessoais” para a decisão.

A decisão foi revelada à agência Lusa. Jorge Simões, marido da atual ministra da Saúde, Marta Tremido, renunciou o cargo de presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS). No entanto, este referiu à mesma agência que a sua decisão final iria ser comunicada primeiramente aos membros do organismo, numa reunião que irá tomar lugar na próxima semana.

Segundo o Serviço Nacional de Saúde, o Conselho Nacional de Saúde é um órgão consultivo do Governo, mas independente. É composto por 30 membros, nos quais o presidente e o vice-presidente do organismo são designados pelo Conselho de Ministros.

As propostas para esses cargos são dadas pelo ministro do governo, responsável pela área da Saúde, e o mandato é de quatro anos – não renovável.

Marta Tremido é o resultado das reformulações no Governo feitas por António Costa na passada semana. A atual ministra da Saúde tomou posse na segunda-feira, substituindo assim Adalberto Campos Fernandes.

Jorge Simões foi indicado para a presidência do Conselho Nacional de Saúde em setembro de 2016. Em resposta à Lusa, o gabinete do ministério da Saúde assegurou que o CNS continuará a desempenhar as suas funções, com “presidência assegurada em regime de substituição”.

Artigo corrigido por: Joana Silvério

Artigos recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *