Jornalistas manifestam-se na Croácia contra condenações e perseguições

Jornalistas manifestam-se na Croácia contra condenações e perseguições

Jornalistas croatas manifestaram-se em Zagreb, na Croácia, este sábado, dia 2, contra as ações judiciais dirigidas aos meios de comunicação social. A associação de jornalistas croatas HND denunciou também pressões políticas e desprezo pelas leis de imprensa. A European Brodcasting Union (EBU) já veio apelar a uma resolução rápida dos assuntos.

A associação de jornalistas croatas HND convocou uma manifestação este sábado com o propósito de denunciar a condenação e perseguição pelo exercício da profissão.

“Vivemos num país onde podemos ser condenados por publicar uma informação verdadeira”, afirmou o presidente da associação Hrvoje Zovko, citado pela AFP. Segundo a HND, mais de 1100 processos judiciais contra órgãos ou profissionais de comunicação social estão a decorrer.

As exigências feitas pela direção da radiotelevisão HRT e as queixas apresentadas pela mesma estão no centro das críticas. A direção da HRT exige à associação de jornalistas croatas o pagamento de um montante por “prejudicar a sua reputação” ou por “violação do direito ao respeito pela vida privada”.

Segundo a HND, a direção da radiotelevisão também apresentou várias queixas contra a associação de jornalistas, a concorrência e os jornalistas.

A European Brodcasting Union (EBU)  publicou uma nota na sexta-feira, dia 1, onde afirma esperar que este assunto se resolva rapidamente. A maior aliança de órgãos de comunicação social que prestam serviço público destacou também o papel do jornalismo na democracia.

“Um serviço público mediático forte é essencial para democracias saudáveis e qualquer coisa que prive o acesso do público a isso está a prejudicar toda a sociedade”, explicou a EBU na nota publicada no seu site.

A Croácia ficou no lugar 69º em 180 países na Classificação Mundial da Liberdade de Imprensa 2018 feita pela organização Repórteres Sem Fronteiras. A organização destacou a violência física e cibernética contra os jornalistas como um dos problemas principais no país

Corrigido por Liliana Pedro

Artigos recentes

Um adeus a Luis Sepúlveda

Um mês depois da sua morte devido à covid-19, Luis é ainda relembrado – com uma história de vida incrível, certamente memorável para muitos. Escritor,

Ler mais »

Problemas maiores, Carlos?

Claro que eu não discordo totalmente do ponto fulcral. Há problemas maiores. Haver pessoas a morrer é pior do que eu não ter conseguido celebrar

Ler mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *