LEFFEST: O começo d’ “A Derradeira Viagem”

A ESCS MAGAZINE volta a estar presente na 11.ª edição do Lisbon and Sintra Film Festival, que decorre até dia 26 de novembro.

O primeiro dia foi marcado pela antestreia nacional do filme “Last Flag Flying” ou, em português, “A Derradeira Viagem”, uma das longas metragens que fazem parte da Seleção Oficial desta edição do festival.

Esta comédia dramática foi realizada por Richard Linkater, mais conhecido por ter estado atrás das câmaras no filme “Boyhood: Momentos de uma Vida”.

A história passa-se em dezembro de 2003, e nela acompanhamos Larry “Doc” Sheperd (Steve Carrell) a se reunir com os seus antigos companheiros na Guerra do Vietname, Sal Nealon (Bryan Cranston) e Richard Mueller (Laurence Fishburne), enquanto percorre o país de forma a enterrar o seu filho que morreu na guerra do Iraque.

Apesar da sua narrativa simples, que nos faz duvidar se a duração (cerca de duas horas) é excessiva e pode levar a um ritmo muito lento, o filme consegue desenvolver as personagens e a relação entre elas de forma exemplar, sendo este um dos grandes focos, levando a que nenhum momento do filme seja aborrecido.  Este desenvolvimento é fulcral na narrativa, uma vez que o filme tem como grande base a amizade antiga entre as personagens. Os momentos menos bem conseguidos são sem dúvida aqueles onde não se consegue vender tão bem esse conceito.

Este filme prima pela alternância muito bem coordenada entre a parte dramática e a parte cómica que permitir aproximar a história à realidade, embora tirem um pouco do impacto da morte do filho de Doc.

As interpretações dos três atores principais são excelentes, principalmente a de Steve Carrell, que consegue, através de uma performance mais contida do que o normal para o ator, interpretar com maestria o papel, levando-nos a ver claramente em frente aos nossos olhos um pai em luto e não o ator Steve Carrell a interpretar uma personagem. Esta atuação só realça algo que o filme “Foxcatcher” também demonstrou: o ator também consegue interpretar muito bem papéis dramáticos.

Através do luto, é explorado um tema polémico: será que é preferível mentir para não fazer o outro sofrer ou é preciso acima de tudo contar a verdade? Esta questão assombra dois momentos importantes da narrativa, chegando-se a duas conclusões muito diferentes.

Sem dúvida este filme é um dos que não podes perder no cinema. Estreia dia 30 de novembro nas salas portuguesas.

Além de “A Derradeira Viagem” , o primeiro dia do LEFFEST também foi marcado pela exibição do filme “O Espírito da Festa” , igualmente fora da competição, e do filme “A Pianista” que deu início às sessões de homenagem a Isabelle Huppert.

Artigos recentes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *