Luís Severo: O Cara D’Anjo ganha uma nova identidade

De Cão da Morte, a Cara D’Anjo, agora a Luís Severo: o cantor lisboeta apresenta o segundo álbum de originais, assinado com nome próprio, editado no passado dia 17 de Março.

Aqui há sentimentalismos, medos e muita emoção para dar e vender. Este novo trabalho foi gravado e produzido em Alvalade com a ajuda do Diogo Rodrigues e do Manuel Palha e masterizado pelo Eduardo Vinhas no Golden Pony. A grande cidade é o mote e a inspiração para as letras de Luís, acompanhadas por esta produção sublime e melancólica. “Quis romper com o método de escrever canções que tinha até então – método que me parecia demasiado saturado em mim próprio. Ao piano e sem pressa, explorei e repeti todas as melodias mais naturais que por mim passavam.”

A ESCS Magazine encontrou-se com o cantor numa tarde de sexta-feira chuvosa para perceber o que levou a lançar este disco homónimo.

Ouve aqui a reportagem radiofónica.

Artigos recentes

Isto Não É Ficção

Se é isto um homem é o relato de um sobrevivente, Primo Levi, a uma das páginas mais negras da história recente: o Holocausto. O

Ler mais »

Um adeus a Luis Sepúlveda

Um mês depois da sua morte devido à covid-19, Luis é ainda relembrado – com uma história de vida incrível, certamente memorável para muitos. Escritor,

Ler mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *