Atualidade,  Informação

Mau Tempo: chuvas fortes e estradas encerradas por todo o país

Captura de ecrã 2016-02-28, às 00.37.44

Viseu e Coimbra foram os distritos mais afetados, havendo autoestradas e vários IP com circulação cortada ou condicionada.

O mau tempo que se fez sentir em Portugal nos últimos dias tem-se tornado cada vez mais crítico. Houve mais de 239 ocorrências, principalmente deslizamentos de terra, quedas de árvores e inundações, fazendo que os distritos de Viseu – com 37 situações – e de Coimbra – com 34 – fossem os mais afetados.

Para além destas duas regiões, uma fonte da Autoridade Nacional da Proteção Civil (ANPC) afirmou que Aveiro, Porto e Lisboa também foram altamente condicionadas pelas más condições meteorológicas, caracterizando estas situações como “compreensíveis graças à sua posição geográfica”.

“Desde as seis da manhã de sexta-feira, registámos um total de 239 ocorrências relacionadas com as condições meteorológicas adversas, mas sem gravidade”, disse este sábado à agência LUSA a mesma fonte da ANPC.

Na lista de ligações rodoviárias cortadas devido à neve está a estrada nacional 321 em Cinfães, a 230 em Tondela e a 351 em Oleiros, enquanto a autoestrada na região de Ventosa e Vouzela ficou condicionada. 
Segundo o oficial presente no controlo da Autoestrada 24, entre Vila Real e Chaves, Ricardo Alves, a circulação fez-se apenas por uma das três vias, na zona de Arcas, no sentido sul/norte, em Castro Daire, dentro do distrito de Viseu.

Até novas informações, o acesso à Serra da Estrela está encerrado, devido à agravação das condições atmosféricas da região.

Em relação à queda de granizo verificada nas primeiras horas da manhã, especialmente na zona metropolitana de Lisboa – com grande foco para a zona de Sintra – a fonte da ANPC disse não haver registo de qualquer situação.

A meteorologia para os próximos dias prevê uma ligeira melhoria: haverá uma subida da temperatura na segunda-feira, na terça-feira e, progressivamente, na quarta-feira, com máximas de 18º e mínimas de 8º. Contudo, o tempo voltará a descer no próximo fim-de-semana, com aguaceiros a marcarem o dia de sábado e de domingo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *