NCAA Championship: Virginia redime-se e são reis da dança do basquetebol

O mês de março no basquetebol fica sempre marcado pelo torneio universitário americano. As melhores 64 escolas do país competem em formato de eliminatória para decidir o campeão.

O torneio começou com grande foco no português Neemias Queta. A jovem promessa lusitana dos Utah State defrontou na primeira ronda a equipa de Washington. Os 11 pontos e 8 ressaltos do poste não foram suficientes, sendo que a equipa de Salt Lake City saiu derrotada por 78-61.

Diogo Brito (Utah State) e Francisco Amiel (Colgate) foram os outros portugueses em ação, ambos eliminados na primeira ronda.

Neemias Queta controla a bola contra Nevada.
Fonte: Record

As luzes do torneio estavam postas na equipa dos Duke Blue Devils. A equipa liderada por Zion Williamson e R.J. Barret prometia ser uma das melhores da história do torneio. Com todos os olhos postos nela, incluindo os das mentes mais altas da NBA, as dificuldades foram aparentes.

Após vitórias contra UCF e Virginia Tech, onde a sorte lhes sorriu, vencendo por  77-76 e 75-73 respetivamente, a jovem equipa deparou-se com Michigan State na ronda dos sweet sixteen. Num jogo muito equilibrado, as estrelas não se alinharam, mais uma vez, e um lance livre falhado de R.J. Barret acabou por selar o destino dos Blue Devils, que perdeu, assim, 68-67.

Zion e R.J, as jovens estrelas de Duke.
Fonte: Sports Illustrated

A Final Four deste ano fica marcada pela presença inesperada das quatro equipas.

Na primeira semifinal, Texas Tech defrontou Michigan State. Após a grande vitória sobre Duke, o bom momento da equipa de Michigan foi abalado pela defesa impenetrável da formação do Texas. O Spartans foi limitado a 31% (15/47) de lançamentos convertidos no jogo. Os Red Raiders avançaram com uma margem confortável, ganhando 61-51.

No outro jogo, a equipa de Auburn bateu-se com Virginia. Num jogo disputado até ao fim, o que fica marcado é a arbitragem duvidosa. A segundos do fim, Auburn ganha por dois pontos. É aí que, num lançamento de três pontos de Kyle Guy, é marcada uma falta a favor dos Cavaliers. O jovem base acabou por marcar nas três chances que teve, fixando assim o resultado em 62-63.

A final de 2019, disputada em Minneapolis, pôs frente a frente as formações de Texas Tech e Virgina. No jogo para decidir o campeão, com dois lados improváveis, os Cavaliers controlaram facilmente o jogo e redimiram o desaire do ano passado. Com grandes performances de Hunter e Guy, 27 e 24 pontos respectivamente,  garantiram assim o primeiro título masculino na história da escola.

Artigo revisto por Ana Roquete

Artigos recentes

Crítica a The Politician

A descrição “comédia dramática” nunca havia sido tão bem aplicada antes. The Politician, uma das mais recentes apostas da Netflix, traz fortes emoções, para além

Ler mais »

te·sou·ro

(latim thesaurus, -i) substantivo masculino 1. Grande quantidade de ouro, prata, coisas preciosas, posta em reserva. 2. Lugar onde se guardam esses objetos (tipicamente escondido)

Ler mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *