Atualidade,  Informação

Papa condena casamento entre pessoas do mesmo sexo e divórcio

O Sínodo dos Bispos sobre a família abriu hoje na Basílica de São Pedro, onde o actual papa afirmou que o que Deus uniu o homem não pode separar e que o casal deve ser apenas formado por um homem e por uma mulher.

No sínodo, que terá duração até 25 de Outubro, Jorge Bergoglio comentou o evangelho dizendo que “Deus uniu os corações de duas pessoas que se amam (…) na unidade e indissolubilidade”, condenando o divórcio; e reforçou a necessidade de casamentos entre pessoas de sexos diferentes: “este é o sonho de Deus para sua bem amada criação: a vida a realizar-se na união de amor entre um homem e uma mulher”, ignorando casais do mesmo sexo.

Este discurso de Bergoglio teve lugar um dia após um destacado dignitário do Vaticano ter revelado a sua homossexualidade e denunciado “a homofobia institucionalizada” na Igreja Católica, tendo sido condenado imediatamente pelo Vaticano, que o afastou das funções de padre que exercia desde 2003.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *