Artes Visuais e Performativas

Percursos, uma exposição de Marta Angelozzi

A artista luso-italiana Marta Angelozzi alia Lavoisier à arte em obras abstratas.
Pertencente à coletiva da RoundaboutLx, Marta reúne, para além de uma carreira nacional e internacional, a versatilidade de obras que vão desde a instalação, à pintura, à fotografia e ao vídeo. São exatamente os últimos três tipos, suportes do seu projeto Imaginary Landscapes, que se podem encontrar na Galeria Diferença desde dia 10 de Setembro na exposição “Percursos”.

Podemos destacar as séries “Desvio”, uma exploração da calçada portuguesa como elemento banal na nossa rotina, e a série “Blackboard Scapes” constituída por fotos das quais brotam personagens por entre as linhas e paisagens.

art-martaangelozzi-percursos-ana-alexandra-lima-5-de-outubro-imagem-corpo-1-docx Fotografia da exposição, Facebook da Galeria Diferença

Parte da Série “Desvio”, Facebook da Galeria Diferença
Num conteúdo que, ao primeiro olhar, está longe de gritar “Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”, nunca vemos o mesmo. As dez obras expostas são um apelo à visão, à imaginação e à sensibilidade; observamos formas, texturas, movimentos como todo um bailado de contrastes e emoções; as obras são como que mentes frenéticas encurraladas no perímetro de uma tela negra de ilusão.

art-martaangelozzi-percursos-anaalexandralima-5deoutubro-imagemcorpo2-docx S/Título Giz sobre tinta de ardósia 2016

Percursos, caminhos, viagens, experiências todos contidos num pedaço de madeira. O pedaço de madeira que passou a ser arte, as linhas que se tocam, convergem, divergem tornando-se uma só, ganhando forma.
Surgem na mente cenários e bastantes dúvidas em relação ao conjunto de traços e pinceladas aos quais chamaram de arte.

Por que é que há obras mais contidas que outras? O que comunica precisamente cada quadro? Há continuidade entre as obras? Porque que estão as coisas organizadas de um modo gradual? Porquê?

De modo que todo um conceito e imagem abstrata tende a ganhar forma assim que refletido.
Esta é a intenção da artista. Comunicando muito mais que um retrato ou uma paisagem bonita, Marta Angelozzi considera que “as linhas são como pensamentos, podendo formar ou desconstruir ideias e, por vezes, indiciar algo de importante mas sem terem sempre de formar uma conclusão”.

art-martaangelozzi-percursos-ana-alexandra-lima-5-de-outubro-imagem-corpo-3-docx Biru III, site oficial da artista shadecage.com

O Imaginary Landscapes faz parte de um compêndio de obras começadas em 2006 cujo mote é criar e ver cada obra como um ser distinto pois nasce em determinado momento e circunstância, cada traço como um diferente acontecimento que assim tece um percurso.

“Percursos” está na Galeria Diferença, no Rato, até dia 15 de outubro
Horário das 15:00h às 19:00h em dias de semana, com entrada livre

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *