Atualidade,  Informação

Politécnicos preparados para ajudar a desenvolver e transferir tecnologia nas suas regiões

65

De acordo com Joaquim Mourato, presidente do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP), os politécnicos já se encontram preparados para dar início a projetos de investigação aplicada, em articulação com as empresas e autarquias das suas regiões, já a partir deste verão, como foi proposto na semana passada pelo Ministério Da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

A proposta do ministério, inserida no Programa de Modernização e Valorização deste sector, consiste na criação de projectos de curta duração que envolvam professores, investigadores e alunos dos institutos no desenvolvimento de soluções que sirvam às empresas e às comunidades em que estas se inserem.

Joaquim Mourato, em declarações prestadas ao Diário de Notícias, mostrou-se entusiasmado com o desafio do ministério, que “pela primeira vez em muitos anos” está a “olhar para os politécnicos no sentido de os valorizar”. De acordo com o presidente do CCISP, “só integrando todos os atores regionais, públicos e privados será possível desenvolver parcerias que tragam resultados positivos e durem no tempo.”

O orçamento governamental para o investimento nestas parcerias é de, por agora, cinco milhões de euros. No entanto, Manuel Heitor afirma que o objetivo é que a verba vá aumentando progressivamente e que, no futuro, os institutos possam mesmo criar unidades de investigação, concorrendo mais tarde a verbas da Fundação para a Ciência e Tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *