Atualidade,  Informação

Presidente colombiano recebe o Prémio Nobel da Paz

Juan Manuel Santos, o atual presidente da Colômbia, recebeu hoje a nomeação do Comité Nobel norueguês para o Prémio Nobel da Paz. Descreve-se “honrado” e “agradecido”.

Já foi escolhido o galardoado do Prémio Nobel da Paz de 2016: Juan Manuel Santos, que sucede ao Quarteto de Diálogo Nacional da Tunísia. Juan Manuel Santos destacou-se pelo intenso trabalho em pôr termo a uma guerra civil prolongada, que já atingia a Colômbia desde 1964 e que causou cerca de duzentos e vinte mil mortos e seis milhões de deslocados.
Assim, o presidente colombiano sempre defendeu que “Trocar as balas pelos votos e as armas pelos ideais é a decisão mais corajosa e mais inteligente que pode tomar qualquer grupo subversivo”.
As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) – encarada como sendo uma organização terrorista –, que assinaram o acordo de paz com o governo a 26 de setembro de 2016, foram o principal agente desta guerra.
No entanto, no dia 2 de outubro, este acordo foi alvo de um referendo – condição necessária para entrar em vigor -, no qual a maioria dos eleitores (apesar da margem ser diminuta: 50,21% para 49,78%) votou “não”. Apesar do consequente perigo do recomeço da guerra civil, o povo colombiano explica esta resposta pela necessidade das FARC assumirem responsabilidade pelas mortes causadas. Ainda assim, as FARC já se comprometeram na manutenção do cessar-fogo, tão importante para o governo de Juan Manuel Santos na resolução de problemas como a pobreza, desigualdade social, as drogas ou o crime relacionado a estas últimas.
Quando questionado pela possível atribuição do prémio às FARC, o Comité é parco em palavras e responde que o seu objetivo foi “honrar o trabalho que foi feito por todas as partes”.
Deste modo, o Comité Nobel norueguês considera que este prémio também deve ser encarado como um tributo ao povo colombiano pela “manutenção da esperança de alcançar uma paz justa”. Além disto, acrescenta ainda que este prémio é extremamente importante para o avanço do processo de paz na Colômbia – “Prémio de inestimável importância para o avanço do processo de paz”.
Por último, Marcelo Rebelo de Sousa já transmitiu uma mensagem ao seu homólogo, caracterizando esta nomeação como “um estímulo para o entendimento, a convergência e a compreensão”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *