Sanders tenta subir mais um degrau nas primárias. Trump e Clinton continuam na liderança

Uma terça-feira agitada na Europa e mais um dia de votos no outro lado do Atlântico. Nesta madrugada de quarta-feira realizou-se mais uma votação americana para as primárias e caucus republicanos e democratas. Três estados foram a votos e os resultados, embora diferentes, não trouxeram novidades à corrida presidencial.

A noite foi dourada para Bernie Sanders. O candidato democrata, que na semana passada se afastava ainda mais da sua opositora Hillary Clinton, conseguiu vencer os em dois dos três estados a votos, em mais uma volta das primárias americanas.

A juntar aos seus resultados, Sanders conseguiu ainda ganhar as eleições nas primárias externas do partido, uma votação que decorreu a 1 de março, mas cujos resultados só agora foram divulgados.

O candidato e senador de Vermont venceu os caucus democratas do Utah e do Idaho, sendo apenas derrotado no Arizona, o estado que nesta noite atribuiria o maior número de delegados. A vitória pendeu para o lado de Clinton que, embora derrotada em dois estados, continua na liderança e soma assim mais 41 delegados num total de 1241 contra 901 do seu rival. Mesmo que perca em algum dos restantes estados, a ex-secretária de Estado está confortável na sua liderança, contando ainda com o apoio dos superdelegados.

Donald Trump venceu igualmente no Arizona, enquanto Ted Cruz garantiu a vitória no Utah, um estado onde a popularidade do polémico candidato milionário é reduzida. O representante da ala ultraconservadora do Partido Republicano conseguiu aqui uma estrondosa vitória de 69.2%, contra os 16.9% de John Kasich e os 14% de Trump.

Ainda assim, o candidato republicano, que lidera agora com 739 delegados, obteve 47.1% dos votos, contra 24.7% de Cruz no estado do Arizona, que atribuía a totalidade de delegados, 58, ao vencedor.

Até à convenção, em julho, é possível que nenhum dos candidatos republicanos tenha reunido os 1237 delegados necessários para a nomeação. Caso este cenário se verifique, Trump pode ter que disputar a sua posição com Cruz ou até mesmo outro candidato que até agora não esteja a concorrer.

No próximo sábado decorrem as primárias do partido democrata nos estados do Alasca, Washington e Havai, enquanto os republicanos esperam pelo dia 5 de abril, no Wisconsin.

Captura de ecrã 2016-03-24, às 15.11.33

Artigos recentes

Isto Não É Ficção

Se é isto um homem é o relato de um sobrevivente, Primo Levi, a uma das páginas mais negras da história recente: o Holocausto. O

Ler mais »

Um adeus a Luis Sepúlveda

Um mês depois da sua morte devido à covid-19, Luis é ainda relembrado – com uma história de vida incrível, certamente memorável para muitos. Escritor,

Ler mais »

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *