Atualidade,  Informação

Sismo no Equador provoca 235 mortos

A costa pacífica do Equador foi esta madrugada atingida por um forte sismo de magnitude 7,8, na escala de Richter o mais forte das últimas décadas. O sismo abalou a cidade de Pedernales , com cerca de 40 mil habitantes.

Pelo menos 80% da povoação e das infra-estruturas foram arrasadas, e a ajuda demorou horas a chegar, porque as estradas foram também destruídas.

O Presidente do Equador, Rafael Correa, que se encontrava em Itália numa visita ao Vaticano, já declarou o estado de emergência nacional em seis províncias e confirmou a morte de 235 pessoas, pelo menos.

Há pelo menos 1557 feridos, num balanço oficial feito pelo vice-presidente Jorge Glas. Contudo, estes números ainda podem aumentar, sendo que há pessoas soterradas que ainda não receberam auxílio.

O local mais afetado pelo sismo foi Guayaquil, a maior cidade do Equador, onde colapsou uma ponte: “As estradas estão destruídas, não há energia eléctrica e os telefones não funcionam” – disse à Reuters Ramon Solorzano, residente naquela cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *