Atualidade

Sofía Jirau é a primeira modelo com Síndrome de Down da Victoria’s Secret

Com 24 anos, Sofía Jirau fez história ao ser a primeira modelo com Síndrome de Down a participar numa campanha da marca Victoria’s Secret. Juntamente com outras 17 mulheres, a modelo porto-riquenha estreou-se na campanha LoveCloud, para comemorar o Dia dos Namorados. 

“Um dia sonhei com isto, trabalhei e hoje é um sonho realizado […]. Obrigada, Victoria’s Secret, por me veres como uma modelo #SemLimites”, escreveu Sofía na rede social Instagram para celebrar a novidade e comemorar a sua conquista. 

Uma imagem com texto, vestuário

Descrição gerada automaticamente
Fonte: Instagram

Seguida por mais de 400 mil pessoas no Instagram, Sofía Jirau é uma pessoa ativa nas redes sociais, fazendo publicações diárias. Aproveita a sua influência para transmitir o seu mantra favorito, “não há limites”, e a mensagem de que “todos os sonhos são possíveis”.

Iniciou a sua carreira de modelo em 2019 na sua cidade natal, Porto Rico, mas não ficou por aí. Além de modelo, Sofía Jirau é uma mulher empreendedora – no mesmo ano lançou a sua própria marca. Sob o nome Alavett – segundo a marca, uma frase importante para Sofía e que a exclama sempre que algo a faz feliz –, a loja online não vende apenas vestuário e acessórios, mas também decoração para a casa e outros produtos diversos. 

Assim, aos 22 anos, a modelo já concretizava o sonho de ser empresária e modelo, mas foi em fevereiro de 2020 que deu um enorme passo. De Porto Rico foi até terras nova- iorquinas para subir à passarela na Semana de Moda de Nova Iorque.  

“Ontem realizei um sonho. Nasci para isto e quero mostrar ao mundo que tenho tudo o que uma modelo precisa para brilhar”, disse Sofía Jirau, no seu perfil do Instagram, um dia depois de subir à famosa passarela de Nova Iorque. 

A modelo porto-riquenha na passarela da Semana de Moda de Nova Iorque
Fonte: Globo

Na campanha Love Cloud, a modelo juntou-se a outras celebridades como Hailey Bieber, Taylor Hill e Celilo Mies. A sua participação coincide com as críticas feitas à marca que apontavam a “falta de diversidade e inclusão” e a “objetificação à mulher”. Desde o ano passado que a famosa marca americana decidiu dar lugar à mudança e o primeiro passo foi colocar um fim aos famosos “Anjos”, o grupo de elite de modelos.

Raúl Raminez, como novo diretor criativo da marca, afirma que “a coleção Love Cloud é um momento importante na evolução da marca”

“Do elenco de mulheres incríveis que dão vida à coleção, ao incrível espírito inclusivo, esta campanha é uma parte importante do novo padrão da Victoria’s Secret que estamos a criar”, disse Martinez, em comunicado.

Fonte da capa: Mitu

Artigo revisto por Ana Sofia Cunha 

AUTORIA

+ artigos

Com 19 anos de vida, Ana alia a sua paixão por animais, fotografia e música ao mundo da comunicação. Sempre gostou de contar histórias, de escrever, de ler e ainda arranjava espaço para falar pelos cotovelos. Criativa, determinada e sempre disposta a ajudar o outro, a Ana vê no jornalismo o privilégio de poder conectar o mundo e as pessoas.