Atualidade,  Informação

Sporting e Porto com teste de fogo na Europa

O Sporting disputa hoje a primeira mão dos 16 avos de final da Liga Europa, em Alvalade, contra o Bayer Leverkusen, a 15 dias do dérbi com o Benfica. O F.C. Porto desloca-se a Dortmund, na Alemanha, depois de ter feito a reviravolta no campeonato, no Estádio da Luz.

Prestes a disputar o primeiro de cinco jogos em apenas 15 dias (três para o campeonato – um deles “o dérbi eterno” – e dois para a Liga Europa), o treinador leonino, Jorge Jesus, afirma e repete que “a prioridade é o campeonato”.

Não vai deixar de haver rotatividade. Nada vai mudar o meu pensamento. Acredito que temos capacidade para discutir a eliminatória”, afirmou o técnico do clube de Alvalade, admitindo ainda que a ausência de Chicharito, o melhor marcador da equipa, com 22 golos em 26 jogos, é positiva para o Sporting, “mas é preciso recordar que o Leverkusen tem outros excelentes jogadores no plantel”.

Roger Schmidt, técnico do Bayer, considera que o Sporting tem agora “um jogo mais apurado e refinado”, apontando como principais ameaças Islam Slimani e Bryan Ruiz, que “criam muitas oportunidades na frente”.

Para o F.C. Porto, as dificuldades prevêem-se maiores, uma vez que Martins Indi é o único defesa-central disponível.

O Borussia Dortmund é o 2º classificado da Bundesliga e conta com o jogador com mais assistências (Mkhitaryan) e com o segundo melhor marcador (Aubameyang, com 20 golos) do campeonato.

Esta equipa vai obrigar-nos a defender com mais gente, porque tem mais gente a atacar, mas estamos preparados porque conhecemos o adversário. Se não pudermos ganhar, o empate será o melhor”, admitiu José Peseiro, técnico do F.C. Porto.

Também Thomas Tuchel, treinador da equipa alemã, mostrou respeito pelo “grande” português: “Vimos o clássico. O F.C. Porto é uma equipa compacta que vai usar o palco europeu para mostrar o seu melhor. Em Portugal eles não são tão desafiados como na Europa, onde há anos mostram a sua atitude especial nestas provas. Vamos precisar de duas exibições de luxo para passar.”

Também Thomas Tuchel, treinador da equipa alemã, mostrou respeito pelo “grande” português: “Vimos o clássico. O F.C. Porto é uma equipa compacta que vai usar o palco europeu para mostrar o seu melhor. Em Portugal eles não são tão desafiados como na Europa, onde há anos mostram a sua atitude especial nestas provas. Vamos precisar de duas exibições de luxo para passar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *