• Literatura

    Tema Livre – A Rapariga que Roubava Livros

    Foi numa tarde de Inverno, lembro-me demasiado bem. Estávamos em casa mas dei conta de que o céu escureceu. Não sei como me lembro disto. Apenas sei. Lembro-me de a ter visto entrar e pegar-te. Foi diante dos meus olhos de menina. O silêncio que cantava naquela sala tão nossa cortou-me o sorriso inocente. Passou a mão pela tua cara com ternura. Era o momento de ires. Nós não queríamos que fosses; ela não te queria levar. Não tinha uma foice ou capa preta como sempre imaginámos. Pegou em ti e levou-te. Sem perguntar se podia, sem deixar dizer ‘adeus’. O céu ficou mais preto do que o preto. (De…