• Opinião,  Sem Categoria

    A 4 Mãos: Carrilho versus Bárbara – o legitimar da violência doméstica?

    Marcos Melo (MM): Manuel Maria Carrilho, antigo Ministro da Cultura nos XIII e XIV Governos Constitucionais, ambos encabeçados por António Guterres, foi condenado a uma pena de prisão de quatro anos e meio pelos crimes cometidos contra a ex-mulher, Bárbara Guimarães, apresentadora de televisão. Violência doméstica, ameaças, ofensas à integridade física, injúrias e denúncia caluniosa foram os crimes julgados em tribunal, no passado dia 31 de Outubro. Contudo, falta referir um pormenor que faz toda a diferença: a pena foi suspensa, que é como quem diz: és culpado, levas um puxão-de-orelhas, mas podes sair em liberdade. Maria, o que tens a dizer acerca deste veredito?   Maria Moreira Rato (MMR):…

  • Atualidade

    Manuel Maria Carrilho condenado a quatro anos e meio de prisão com pena suspensa

    O ex-ministro da Cultura Manuel Maria Carrilho foi condenado, na passada terça-feira, a quatro anos e seis meses de prisão com pena suspensa pelos crimes de agressão, injúrias e violência doméstica. Estes foram cometidos contra a sua ex-mulher, a apresentadora Bárbara Guimarães. A defesa de Carrilho já anunciou que vai recorrer da decisão do juiz. Após uma leitura do acórdão, que demorou mais de meia hora, a juíza presidente do coletivo do juízo 22 do Tribunal de Comarca de Lisboa deu o ex-ministro da Cultura Manuel Maria Carrilho como culpado pelos crimes de agressão, injúrias e violência doméstica contra a ex-mulher, Bárbara Guimarães, no decorrer do ano de 2014. O tribunal…