• Opinião

    Venham com História(s)!

    Ouve-se muitas vezes a célebre expressão “Não me venham com histórias!” ou, quando queremos realçar a nossa incredulidade: “Por favor, achas que acredito nisso? Não me venhas com tretas” (sim, há algumas versões que se adaptam ao nosso grau de cansaço relativo a coisas que se assemelham mais a contos com pontos acrescentados que a verdades factuais). No entanto, há casos em que as histórias ou, melhor dizendo, a História, pode e deve ser invocada, e o significado das frases supracitadas perde-se, porque o necessário é ouvir muita mas MUITA História. Por vezes, achamos que uma situação não tem precedentes ou que algo acontece hoje de modo distinto ao de…