• Opinião

    Caminhando para o “abismo”

    Uma sociedade civilizada onde todos temos os mesmos direitos e os mesmos deveres, onde uma pessoa de etnia africana consegue sentar-se ao lado de um americano sem que este se sinta afrontado devido a questões raciais, onde um heterossexual consegue conversar com um homossexual sem que este tenha medo de afirmar “eu gosto de homens”, onde um islâmico abraça um muçulmano sem religiões à mistura a destabilizar a amizade que os mesmos poderiam ter. Todo um conjunto de situações que, apesar de serem um mote para alcançarmos algo memorável na nossa sociedade, apenas representam um mundo utópico muito acima dos “calcanhares” da realidade que vivemos. Acontece que dia após dia…