• Literatura,  Secções

    Chamem o CPR. A escrita parou de respirar.

    Já tentaste mesmo tudo? “Sim”. Colocaste as palavras deitadas de costas sobre uma superfície dura? “Sim”. Sobrepuseste as mãos na metade inferior do externo do abecedário? “Sim”. Esticaste bem os braços e pressionaste as letras? “Sim”. De certeza que comprimiste as metáforas contra os paradoxos? “Sim”. Comprimiste e descomprimiste? “Sim”. Concluíste cinco ciclos de 30 compressões seguidas de duas respirações? “Sim”. A situação é crítica, mas não desistas. Chama o CPR. Eles têm 26 casos de sucesso de reanimação da escrita. O CPR – Grupo de Reanimação da Escrita foi criado em outubro de 2015 e desde esta data que tem como objetivo lançar desafios criativos aos seus membros, incentivando-os…