• Atualidade

    Falsas licenciaturas levam a mais duas saídas no Governo

    O Governo procedeu a uma revisão dos currículos dos membros dos gabinetes, após a polémica das licenciaturas falsas no Ministério da Educação, tendo a investigação interna levado a uma exoneração no gabinete do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, por falsa licenciatura, e a outra, no Ministério do Mar, por causa de uma licenciatura não frequentada. Depois dos últimos casos de “falsas licenciaturas”, em outubro, o ministério da Educação, tutelado por Tiago Brandão Rodrigues, admitiu que “foi feito um levantamento relativo aos graus académicos referidos nas notas curriculares dos membros dos gabinetes do Ministério da Educação, não se tendo verificado qualquer desconformidade”. Uma das irregularidades detetadas foi no gabinete do…