• Informação

    Iranianas são “máquinas de fazer bebés”

    Dois projectos-lei que visam o aumento da natalidade vão ser examinados no Parlamento iraniano. A Amnistia Internacional denunciou estas medidas pois reduzem a qualidade das mulheres a “máquinas de fazer bebés”. Os projectos-lei fazem com que seja mais difícil o acesso ao emprego por mulheres que não possam ou queiram ter filhos. As empresas, tanto públicas como privadas, dariam prioridade a pais de família, homens casados sem filhos e depois mães de família – deixando as mulheres solteiras ou sem filhos em clara desvantagem. Tendo em vista a “exaltação da família”, também dificulta o processo de divórcio, limitando a acção policial e judicial neste tipo de conflito, aumentando o risco…