• Opinião,  Secções

    Culpado até prova em contrário

    Artigo escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico A questão do segredo de justiça sempre me suscitou uma violenta apatia. Há poucos assuntos que me provocam tal nível de tédio. Não por falta de interesse – todos os assuntos “políticos”, usando a forma mais lata do termo, despertam-me, no mínimo, alguma curiosidade. O cerne do problema em si é aquilo que eu considero ser uma “não questão”. No entanto, ao ponderar sobre este tema, num daqueles domingos de outono recheados de zapping televisivo, tive uma ligeira epifania: quem marca território neste debate, defendendo assim o fim ou a continuação do segredo de justiça, acredita que a abertura ao público de…