• Atualidade

    Ordem dos Enfermeiros solicita ao Ministério Público que investigue a morte de pacientes em lista de espera para cirurgia

    A bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, fez saber, esta quinta-feira, num comunicado dirigido à imprensa, que pediu ao Ministério Público para averiguar se existe ou não responsabilidade criminal por parte do Serviço Nacional de Saúde (SNS), no que respeita às 2605 pessoas que morreram, em 2016, enquanto estavam na lista de espera para cirurgia. A bastonária considera “importante que o Ministério Público apure se existe ou não responsabilidade criminal da tutela, para salvaguarda do SNS e da vida dos portugueses”. Acerca destas mortes — este número foi avançado, no dia 17 de Outubro, pelo Tribunal de Contas (TC), após realização de uma auditoria ao acesso a cuidados…