• Música

    Mac 2.0

    É decididamente difícil dissociar Mac DeMarco do seu estilo habitual: descontraído, goofy e inegavelmente despretensioso. Estes traços fluem também para música, transparecendo, de forma óbvia, nos seus trabalhos anteriores. Neste terceiro álbum, porém, é possível ver uma mudança. Não lhe chamaria crescimento ou maturação, sendo que, pelo menos para mim, o Mac terá sempre aquela síndrome de Peter Pan, preso a um look relaxado e pateta. No entanto, é impossível negar uma nova direção sonora, mais atenta e introspetiva, com uma atenção redobrada nas suas letras, mais refinadas e confessionais. Esta natureza mais intimista é logo ilustrada na primeira música “My Old Man”, na qual Mac confronta a dura realidade…