• 7ª Arte

    Justiça Poética

    Barry Jenkins produz uma verdadeira obra-prima contemporânea. Ao longo de 110 minutos acompanhamos o percurso de Chiron (interpretado por três actores diferentes consoante a faixa etária em que a personagem se encontra) e a sua luta contra o bullying e pela aceitação da sua orientação sexual. Oriundo de uma família afro-americana de escassos meios financeiros, Chiron esforça-se por resistir aos maus-tratos da mãe (entregue ao crack), e à constante perseguição das crianças do bairro pobre onde nasceu. Um filme sobre a descoberta de identidade de uma América renegada e assolada pelas drogas. “A um certo momento da tua vida tens de ser tu a decidir o que queres ser, não…