• Opinião

    Marcelinho de Belém

    O nosso “querido” presidente cumpriu dois anos de mandato no passado dia 24. Escusado será dizer que vai ser reeleito daqui a três anos. Desse modo, as aventuras de Marcelo pelas terras que, por hierarquia, são como se fossem suas (não são não, são do povo!), vão ser renovadas por mais algumas temporadas. Deviam ser nomeadas a algum prémio de televisão, porque nem o pessoal de Hollywood conseguiu (que me lembre) personificar uma bola de ténis no corpo de um chefe de Estado. Conforme o evento, era como se o Marcelinho levasse uma raquetada do destino ou da mente, ou do que é que fosse. Lá ia, tipo bala, onde…