• Opinião

    Quando ateiam o meu fogo

    Não sou alguém particularmente sério, como já deu para perceber, mais ou menos. Não levo responsabilidades muito a sério, e prefiro fazer aquilo de que gosto mesmo quando tenho prazos a cumprir. Isso traduziu-se num aproveitamento académico mais fraco, mas consegui sempre ser suficientemente decente. Da mesma maneira, sou uma pessoa razoavelmente bem humorada, e gosto de me armar em engraçado, como também já deu para perceber (espero), mesmo em situações menos apropriadas e quando o tópico de discussão é mais delicado. Muitas vezes falo alto demais com muita gente à minha volta e sou muito pouco discreto quando me pedem para olhar para algum lado discretamente, por exemplo. No…

  • Grande Entrevista

    “Não sou eterno. Quando os meus camaradas quiserem, eu saio”

    Estava sentado à secretária quando entrei no seu gabinete. Tímido e de simples blazer vestido, recebeu-me no Parlamento para uma entrevista que fez viajar até ao passado, com os olhos no futuro. Na primeira de duas partes desta Grande Entrevista poderás conhecer melhor o homem que não gosta de ser chamado “doutor”: Jerónimo de Sousa, nascido em Pirescoxe em 1947, e secretário-geral do Partido Comunista Português há quase 13 anos, mostrou à ESCS MAGAZINE o seu lado mais pessoal. Eis o seu percurso, passando pela fuga à prisão, até ao possível fim da sua carreira política. Começou a trabalhar aos 14 anos como um “humilde” operário metalúrgico. Como é que…